23/01/2013

Empate em 1 a 1 no norte do estado marcou a estreia de Sidnei e Cacá com a camisa do alvinegro; time volta a campo no domingo contra o Paranavaí

O resultado foi o mesmo da rodada inaugural do Campeonato Paranaense, mas a atuação foi completamente diferente. Nesta quarta-feira, o Operário Ferroviário visitou o Arapongas no Estádio José Chiapin pela 2ª rodada do estadual e saiu com mais um empate, desta vez em 1 a 1, que teve uma melhor avaliação por parte dos jogadores alvinegros e do técnico Lio Evarsito. Com gol do volante Edimar aos 20 minutos do 1° tempo, o Fantasma da Vila balançou as redes pela primeira vez no torneio, porém, por outro lado, a defesa titular do alvinegro sofreu seu primeiro gol na temporada 2013.

Após a partida, o técnico Lio Evaristo destacou que a produtividade do ataque melhorou bastante em relação ao jogo contra o Coritiba, principalmente pela entrada de mais um atacante no time titular. “Agora é que nós vamos poder fazer uma avaliação do nosso ataque e do Thiago Augusto. Hoje [quarta-feira] a bola chegou mais e ele teve o auxílio dos meias e do João Paulo”, disse o comandante alvinegro.

Outra mudança na equipe foi a entrada de Sidnei no lugar de Batista, já que o jogador foi registrado no Boletim Informativo Diário (BID) no final da tarde de terça-feira e levado imediatamente para a concentração da equipe em Londrina. “Jogamos bem e tivemos chance de ganhar a partida. Hoje foi meu primeiro jogo com a camisa do Operário e estou feliz pela boa partida, mas triste por não termos conquistado os três pontos”, disse Sidnei ao site oficial do clube. Outro que estreou com a camisa da equipe de Ponta Grossa foi o meia Cacá, que tomou o lugar de Maicon no 11 titular do Operário.

O jogo
A partida em Arapongas foi movimentada do início ao fim, com as duas equipes se alternando nas oportunidades de gol. Aos 17′, Thiago Augusto teve a chance de abrir o placar após a sobra da defesa do time da casa, mas chutou para fora. Três minutos mais tarde, Rone Dias cobrou falta da direita, e após o passe de Alex Moraes, Edimar apareceu livre dentro da área para chutar rasteiro e marcar o primeiro gol do Fantasma no Paranaense.

Antes do intervalo, o alviverde ainda reclamou de um pênalti não marcado pelo árbitro Fábio Filipus e viu Silvio evitar o gol de empate após a cobrança de falta do meia Rick. Já aos 7′ do 2° tempo, Rick conseguiu a igualdade para o Arapongão em chute de fora da área, sem chances para a muralha de Vila Oficinas. Na etapa final, o técnico Lio Evaristo ainda foi expulso por reclamação e o atacante Jabá fez sua estreia com a camisa do Arapongas.

Com a igualdade, o Operário vai terminar a rodada na 7ª ou 8ª colocação do estadual. Tudo depende do resultado entre Atlético e Nacional, que jogaram no norte do estado na noite de ontem. O Fantasma só mantém a 7ª posição do Paranaense em caso de empate sem gols no duelo entre rubro-negros e azuis.

Cazumba deve estrear contra o ACP
Mais uma boa notícia para o torcedor operariano chegou da CBF nesta quarta-feira: o lateral-esquerdo Alex Cazumba, que veio por empréstimo do Skoda Xanthi (GRE), foi registrado no BID e pode estrear com a camisa do Fantasma neste domingo às 17 horas, em Paranavaí, diante da equipe da casa. O experiente jogador de 24 anos, com passagem pelo São Paulo, deve ocupar a vaga de Fabinho.

Já sobre o grupo que viajou para Arapongas, a manhã de quinta-feira foi de descanso para os atletas que atuaram contra o alviverde nortista. Depois de realizar trabalho regenerativo na tarde de ontem, o grupo comandado por Lio Evaristo deve voltar aos treinamentos na manhã de hoje, com viagem ao noroeste do estado programada para o início da tarde de sábado.

Resultados – 2ª Rodada
Campeonato Paranaense

J. Malucelli 1×0 Cianorte
Coritiba 4×1 Paranavaí
Arapongas 1×1 Operário
Toledo 0x0 Paraná Clube
Rio Branco 0x6 Londrina
Nacional 0x1 Atlético

Por Sebastião Neto (Diário dos Campos – 25/01/2013)

Treinador elogiou postura da equipe no empate de 1 a 1 no norte do estado. Diferente da estreia, Fantasma foi a campo escalado no sistema 4-4-2, com João Paulo ao lado de Thiago

O Operário Ferroviário viajou até Arapongas na última quarta-feira e ficou no empate de 1 a 1 contra a equipe da casa, pela segunda rodada do Campeonato Paranaense. Comissão técnica e jogadores saíram de campo frustrados com o resultado, já que o time alvinegro apresentou um bom volume de jogo e criou boas oportunidades para sair com a vitória. O Fantasma teve as estréias do volante Sidnei e do meia Cacá, que foram registrados no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Além dos dois atletas, Lio Evaristo promoveu o centroavante João Paulo à equipe titular, modificando o estilo de jogo em relação à primeira rodada do estadual.

Com a formação tática no 4-4-2, os atacantes alvinegros foram mais acionados e tiveram boas chances de finalização. Para o treinador do Fantasma, a nova postura da equipe agradou, mas ainda há ressalvas neste posicionamento tático. “O Thiago Augusto, por exemplo, foi diferente e segurou melhor a bola, além de finalizar mais. Hoje os dois atacantes funcionaram bem porque o campo é reduzido. Talvez em um campo grande não funcione, pois precisaríamos de velocidade pelos lados”, explicou Lio Evaristo logo após o empate contra o Arapongas.

Por Felipe Gustavo (JMNews – 25/01/2013).

Arapongas e Operário se enfrentaram na noite de hoje (23), no Estádio dos Pássaros, em Arapongas, pela segunda rodada do Campeonato Paranaense de Futebol 2013. Após a reclamação da torcida do Arapongas por duas penalidades não marcadas, a partida terminou empatada em 1 a 1, com Edimar marcando pelo Operário no primeiro tempo e com Rick empatando o jogo no começo do segundo tempo.

Edimar marca e Operário faz seu primeiro gol no Paranaense 2013
O primeiro ataque perigoso foi do Operário. Mal o árbitro apitou o início da partida e Rone Dias teve uma boa chance de abrir o marcador. Edson bem posicionado evitou o gol do Fantasma, para alívio da zaga do Arapongas. Logo depois foi a vez dos donos da casa levarem perigo a meta do goleiro. Silvio também, bem posicionado, evitou o balançar das redes. Tudo isso antes dos cinco primeiros minutos.

Aos 17 minutos, Thiago Augusto quase abriu o placar. Depois de um bate e rebate, a bola sobrou pro atacante que chutou forte, mas errou a mira e a bola acabou saindo pela linha de fundo. Na sequência, a torcida do Arapongas reclamou de um pênalti não marcado. Um jogador do Operário colocou a mão na bola dentro da área e o árbitro não assinalou nada. Na reposição de bola, falta perto da área para o Operário. Edimar se antecipou e colocou a bola no fundo das redes após a cobrança, abrindo o placar em Arapongas aos 20 minutos.

Aos 30 minutos, falta para o Arapongão. Rick cobrou no ângulo do goleiro Silvio, que com as pontas do dedo, conseguiu espalmar a bola para a linha de fundo. Com quase 40 minutos, o técnico Zezito foi obrigado a modificar a equipe. Luis Mário deixou o gramado maxucado e Elielton entrou em seu lugar. Sem mais emoções, o árbitro apita fim de primeiro tempo.

Arapongas arranca empate
O Arapongas voltou para o segundo tempo com mais uma alteração. Paulinho Guará saiu para a entrada de Jabá. O Operário também mexeu. Fabinho saiu e deu lugar a Batista. Aos sete minutos, melhor em campo, o Arapongas empatou a partida. Rick chutou de longe e sem defesas para o goleiro do Fantasma, 1 a 1 no placar.

O Operário sentiu o gol de empate, foi um balde de água fria já no começo deste segundo tempo. O Arapongas, se aproveitando da situação, investia nos contra-ataques pelas laterais do gramado e tentava um golzinho para virar o jogo. Aproveitando o melhor momento na partida, Zezito mudou mais uma vez o Arapongão. Tirou o autor do gol, Rick, para a entrada de Luiz Paulo. Percebendo a modificação do técnico adversário, Lio Evaristo também mudou o Operário. Maicon entrou no lugar de João Paulo.

Aos 41 minutos, o Arapongas teve a oportunidade de virar a partida. Jabá livre ia finalizar quando foi derrubado na área por Thiago Augusto. O árbitro não marcou nada e a torcida ficou na bronca mais uma vez. Por reclamação, após esse lance, o técnico Lio Evaristo foi expulso do campo. O jogo seguiu até os 49 minutos, e mais nenhuma bola balançou as redes. Fim de jogo em Arapongas e 1 a 1 no placar.

Na próxima rodada, o Arapongas enfrenta o J. Malucelli, em Curitiba, enquanto o Operário vai até Paranavaí jogar contra o ACP.

FICHA TÉCNICA
ARAPONGAS 1 X 1 OPERÁRIO

Arapongas: Edson; Pedro Balú, Douglas, Marcelo e Wellington; Russo, Luis Mário (Elielton), Edu Amparo e Rick (Luiz Paulo); Baiano e Paulinho Guará (Jabá).
Técnico: Zezito.
Operário: Silvio; Correia, Alex Moraes, Neguete e Fabinho (Batista); Edimar, Sidnei, Cacá e Rone Dias (Jácio); João Paulo (Maicon) e Thiago Augusto.
Técnico: Lio Evaristo

Local: Estádio José Chiappin (dos Pássaros), em Arapongas.
Data/Horário: 23/01/2012, às 20h30.
Árbitro: Fabio Filipus.
Assistentes: João Fábio Machado Brischiliari e Bruno José Ferreira.

Público/Renda: não divulgados.
Cartões Amarelos: Douglas, Baiano(Arapongas). Fabinho, Neguete, Maicon (Operário).
Gols: Rick aos 7 minutos do 2º tempo pelo Arapongas.Edimar aos 20 minutos do 1º tempo pelo Operário.

Por Regina Ferreira (Redação em Campo – 23/01/2013).