20/02/2011

O posto de melhor equipe do interior ao fim do primeiro turno do Campeonato Paranaense não assegura nada, ou pouca coisa, além do status e um eventual embalo para a segunda metade do Estadual. Ainda que seja meramente simbólico, o título de ‘campeão do interior no primeiro turno’ está bem perto do Operário, e esta proximidade foi bastante festejada no último domingo.

Além de enfim conseguir vencer em casa, ao bater o Iraty, de virada, por 2 a 1, o time ponta-grossense assumiu a vice-liderança do Paranaense e abriu dois pontos de vantagem para a segunda melhor equipe não-curitibana na competição. O título de ‘campeão do interior’, que vale uma vaga na Copa do Brasil do ano que vem e duas na Série D nacional deste será definida a partir da classificação final do campeonato. Ainda que encerre no posto de melhor do interior no primeiro turno, o alvinegro ainda terá de administrar esta vantagem no segundo turno do Estadual.

De olho nesse embalo que enfim parece ter sido mantido no Estadual, o Operário quer a partir de agora, se firmar na competição, principalmente após uma vitória de virada em um clássico, diante um rival que nos últimos encontros vinha sendo o carrasco alvinegro. “Vamos continuar treinando, tivemos alguns erros. Mas foi bom (vencer em casa), acho que essa vai ser a nossa cara nesse campeonato. O mérito é todo dos atletas e agora a gente espera manter essa ascensão e até mesmo brigar pela ponta”, disse Amilton Oliveira após a vitória em casa, apenas a segunda em cinco jogos no Germano Krüger este ano.

A expectativa agora gira sobre a tão esperada firmação diante seu torcedor, já que no próximo domingo o alvinegro volta a atuar em casa, diante o Corinthians-PR, encerrando o primeiro turno.

“Estávamos devendo em casa, jogamos contra uma equipe muito difícil, e agora é fazer prevalecer esse domínio. Temos um grupo muito competitivo, tem a volta do Ceará, do Mateus. É isso que a gente quer, um grupo competitivo. A equipe está se encaixando, a gente está buscando o melhor, quer ganhar mais, convencer mais, não só o torcedor, mas a nós mesmo”, pregou o treinador.

Para a partida do próximo domingo, Amilton não poderá contar com a dupla de zaga, João Paulo e Vinícius, que receberam o terceiro amarelo. Alisson e André, deverão ser substitutos.

Coxa assiste ao 2º turno
Com o título do primeiro assegurado após vencer o Atlético por 4 a 2, o Coritiba agora terá mais tranquilidade no segundo turno. Com o primeiro lugar assegurado, o alviverde entrará na segunda metade do Paranaense com a tranquilidade de quem já tem seu lugar assegurado na decisão do Estadual.

Adversário do Operário no dia 6 de março, na abertura do segundo turno, o Coritiba deve se dedicar mais à Copa do Brasil, torneio em que volta a atuar na quinta-feira, quando recebe o Ypiranga, do Rio Grande do Sul.

Enquanto concentra seu esforço no torneio nacional, o Coritiba deve assistir de camarote à tentativa de seu arquirrival brigar pelo segundo turno. Após a derrota no clássico, o Atlético-PR anunciou ontem a contratação de Geninho, que volta a ser treinador do rubro-negro. Responsável pelo comando do Atlético-PR em sua maior conquista – o título do Brasileiro de 2001 –, Geninho fará sua terceira passagem pelo clube curitibano.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 22/2/2011).

Operário levou a melhor sobre o Iraty e está atrás apenas do Coritiba na classificação; time encerra primeiro turno em casa contra o Corinthians-PR

Com o fim o tabu de não conseguir vitórias em Ponta Grossa e do time ser considerado ‘freguês’ do Iraty no Campeonato Paranaense, o Operário chegou à vice liderança do Estadual e tem hoje a melhor campanha entre os clubes do interior. A vitória por 2 a 1 no Estádio Germano Krüger, de virada, confirmou a ascensão dos ponta-grossenses com o terceiro resultado positivo consecutivo e o privilégio de ter apenas o Coritiba na sua frente – que venceu o primeiro turno por antecipação e já tem garantido o seu lugar na final.

Depois do fim da partida, os jogadores e o treinador desabafaram, destacando o empenho e o poder de reação do grupo. A superação levou ao delírio os torcedores, que na última temporada viram o Iraty vencer o Fantasma duas vezes por 3 a 1 e que neste ano em até então em quatro partidas viram três derrotas em casa. Em campo, o time teve mais pose de bola e soube se impor em campo, vencendo o clássico regional com gols dos atacantes Dhiego Martins, de pênalti, e Ícaro, de cabeça.

O último desafio nesta primeira fase do campeonato será no próximo domingo, novamente em casa, contra o Corinthians Paranaense. Com os retornos confirmados de Gilson, pela lateral esquerda, e de Ceará, no meio, o time ainda espera pelo atacante Mateus – que deve, segundo o departamento médico, voltar 100% contra o Coritiba. Os desfalques ficam por conta da zaga titular. João Paulo e Vinicius levaram o terceiro cartão amarelo e devem dar lugar para Alisson e André.

“Nós entramos no campeonato tendo a disputa com se fossem dois campeonatos. Estamos na Paranaense e em segundo lugar para brigar para ser o melhor do interior. Conseguimos uma quantidade interessante de pontos, mas o foco é o próximo jogo e passo a passo, pois ser o melhor do interior no primeiro turno não ganha nada. O que vale é o somatório de pontos e se vencermos o Corinthians Paranaense precisaremos de aproximadamente de mais quatro vitórias no segundo turno para estar na briga direta pelo título de melhor do interior”, diz o empresário e gestor do Operário, Dorli Michels.

Por Alexandre Costa (JMNews – 22/2/2011).

Confira o gol de empate de Dhiego Martins para o Operário Ferroviário em cima do Iraty, no jogo de ontem no Germano Krüger.

Vídeo do dia 20/2/2011 por: Osvaldo.