06/02/2013

Equipe de Vila Oficinas saiu na frente do placar novamente, mas cedeu o resultado nos minutos finais. Amanhã, o Fantasma encara o J. Malucelli, vice-líder do torneio

Na sexta colocação e vindo de empate. Assim como no último final de semana em Paranaguá, o filme do Operário Ferroviário no Campeonato Paranaense se repetiu diante do Paraná Clube. O resultado de 1 a 1 na quarta-feira, dentro do Germano Krüger, deixou o Fantasma com oito pontos, há seis do Coritiba, líder do primeiro turno. Amanhã, os comandados de Lio Evaristo retornam a campo para enfrentar o J. Malucelli, vice-líder, no Eco Estádio, a partir das 16h30. O time de Curitiba tem 100% de aproveitamento jogando dentro de casa no estadual.

Contra o Paraná, entre opções e lesões, Lio Evaristo promoveu quatro estreias no Operário. O lateral direito Maicon Macedo fez sua primeira partida como titular da equipe. Além dele, o volante Jacio apareceu como opção do treinador alvinegro.

Por Felipe Gustavo (08/02/2013).

Em jogo válido pela 6ª rodada do Campeonato Paranaense o Operário ficou no empate com o Paraná no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. É o quinto empate do Fantasma na competição. Com o resultado o Alvinegro ocupa a 6ª posição com oito pontos e o Tricolor cai para o 3ª lugar com 12 pontos. Na próxima rodada o OFEC enfrenta o J. Malucelli em Curitiba e o Paraná recebe o Rio Branco. Ambas as equipes seguem invictas.

Primeira etapa movimentada
Com o apoio da torcida o Fantasma começou pressionando o vice líder Paraná com as descidas rápidas do lateral Maicon Macedo. Aos 9 minutos, o meio campo Maiquinho, em jogada rápida, invadiu a grande área, tirou do goleiro mas Gabriel Marques salvou em cima da linha. O Tricolor tentava equilibrar a partida mas esbarrava nos erros de Paulo Renê e na atuação segura da zaga alvinegra. Até a metade da primeira etapa, o OFEC jogava melhor, a partir dai a equipe da capital melhorou e obrigou o goleiro Serginho a realizar boas defesas. O jogo seguiu equilibrado com o Paraná levando pequena vantagem no meio campo.

Tudo igual na segunda etapa
Os dois times voltaram para o segundo tempo sem alterações e mais cautelosos que o primeiro tempo. Aos 13 minutos, em boa jogada de Maiquinho, Sandro bateu de fora da área e Luis Carlos realizou excelente defesa. O Tricolor prosseguiu contra atacando e Serginho, substituto de Silvio, operou um milagre aos 16 minutos em chute de Luizinho. No momento em que o Paraná melhorava no jogo, Alex Moraes, cabeçou contra o gol de Luís Carlos e marcou. Operário 1 Paraná 0.

A partir dai o jogo pegou fogo, Toninho Cecílio, modificou a equipe e pôs o Tricolor para cima do Fantasma. Aos 28, o zagueiro Alex Alves chutou de dentro da pequena área e a bola explodiu no travessão. A velocidade de Pedrinho e Maiquinho comandava o contra ataque do OFEC e o Tricolor levava perigo com Aymen e Dudu. Depois de insistir nas jogadas pelas laterais, Aymen não perdoou e aos 43 deixou tudo igual. Operário1x1Paraná.

FICHA TÉCNICA
OPERARIO 1 X 1 PARANÁ CLUBE

Operário: Serginho; Maicon Macedo, Alex Moraes, Neguete e Cazumba; Jácio, Sidnei, Cacá (Pedrinho) e Sandro (Edimar); Maiquinho e João Paulo (Thiago Augusto).
Técnico: Lio Evaristo.

Paraná: Luis Carlos; Gabriel Marques, Anderson, Alex Alves e Gilton; Zé Luís, Ricardo Conceição, Welington (Rubinho) e Junior Capixaba (Dudu); Luisinho e Paulo Renê (Aymen)
Técnico: Toninho Cecílio.

Local: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.
Data/Horário: 06/02/2013, às 22h
Árbitro: Antônio Denival de Morais.
Assistentes: Luiz Henrique de Souza Santos Renesto e Júlio César de Souza.

Público/ Renda: 3.323 pagantes/ 3.439 total/ R$ 71.330
Cartões Amarelos: Alex Moraes, Alex Cazumba (Operário), Paulo Renê, Luisinho (Paraná).
Gols: Alex Moraes aos 25 minutos do 2º tempo para o Operário. Aymen aos 43 minutos do 2º tempo para o Paraná.

Por Gustavo Dornelles (Redação em Campo – 07/02/2013).

Somando estaduais de 2012 e 2013, Operário Ferroviário já está a nove jogos sem ser derrotado no Paranaense; desafio de hoje é contra o Paraná Clube, às 22 horas

O Operário Ferroviário terá um teste de fogo para tentar manter a boa invencibilidade construída na história recente no Campeonato Paranaense. Se somarmos os jogos finais do estadual do ano passado, quando o Fantasma terminou o torneio com duas vitórias (Londrina e Iraty) e dois empates (Coritiba e Corinthians), o time de Ponta Grossa chegará a dez jogos sem perder caso não caia diante do Paraná Clube, às 22 horas desta quarta-feira, no Estádio Germano Krüger. Com três vitórias e seis empates de abril de 2012 até aqui, o técnico Lio Evarsito precisa do resultado positivo contra o Tricolor da Vila Capanema para seguir sonhando com o título do 1° turno no Paranaense 2013.

A última derrota do alvinegro pelo regional aconteceu justamente em casa, diante do Arapongas (1×0), no dia 1° de abril. O tropeço diante do time do norte tirou, a época, as boas chances que o time tinha para lutar pela conquista do returno, que foi para o tricampeão paranaense Coritiba. Já a última derrota longe de Ponta Grossa é ainda mais antiga: foi no dia 3 de março, diante do Atlético (5×0), na Vila Capanema. Mesmo com as estatísticas recentes a favor do Operário, a situação do time não é das melhores: a 6ª colocação com sete pontos ganhos não agrada a torcida, a comissão técnica e a LA Sports, que almeja a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro ao final do Paranaense.

Para o jogo diante do Paraná, válido pela 6ª rodada do estadual, o técnico Lio Evaristo já adiantou sinais para importantes mudanças no elenco. O meia Rone Dias, titular contra o Rio Branco, sequer foi relacionado para o jogo de hoje, enquanto os jovens Pedrinho e Paraguay voltaram a figurar entre os escalados para o banco de reservas. Já no time titular, a dupla de ‘Maicons’ podem estar entre os 11: Maicon Macedo deve ocupar a vaga de Correia, enquanto Maicon Veiga pode fazer dupla de ataque com João Paulo. O último trabalho da equipe antes do jogo contra o time da capital aconteceu na noite de ontem, no local do duelo de logo mais.

Tricolor
Do lado do Paraná Clube, o técnico Toninho Cecílio vai promover alterações forçadas no time titular paranista: Néverton e Lúcio Flávio, suspensos pelo terceiro amarelo, não jogam. Além deles, o atacante Reinaldo – grande contratação do time para 2013 – se recupera de lesão muscular. Por outro lado, o volante Ricardo Conceição retorna ao time, enquanto Rubinho deve substituir Lúcio Flávio no meio-campo. Outro que pode ser surpresa no time de Toninho Cecílio é o atacante francês Aymen, que está agradando o técnico paranista nas últimas rodadas.

GRINGOS
O atacante argentino JJ Morales, do Paraná Clube, e o meio-campo uruguaio Braian Lugo, do Operário, ainda não devem estrear por suas equipes na noite de hoje. Lugo sequer foi relacionado para a partida, já que ainda não existe uma previsão de entrada dele no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Já Morales, aguardava a presença no BID para a noite de ontem, e caso fosse registrado, viria a Ponta Grossa.

FICHA TÉCNICA
OPERÁRIO: Silvio, Maicon Macedo (Correia), Alex Moraes, Neguete e Alex Cazumba; Edimar, Sidnei, Cacá e Sandro; Maicon Veiga (Thiago Augusto) e João Paulo – Técnico: Lio Evaristo
PARANÁ: Luis Carlos; Gabriel Marques, Alex Alves, Anderson e Gilton; Zé Luis, Ricardo Conceição, Wellington (Aymen) e Rubinho; Luisinho e Paulo Renê – Técnico: Toninho Cecílio

Arbitragem: Antônio Denival de Morais
Assistentes: Luiz Henrique de Souza e Júlio César de Souza
Estádio: Germano Krüger – Data: 06/02 – Horário: 22 horas
Ingressos: R$ 40 (Arquibancada Geral) e R$ 60 (Arquibancada Superior)*
*Meia-entrada para beneficiários previstos em Lei, mulheres e também com a entrega de um quilo de alimento

Por Sebastião Neto (Diário dos Campos – 06/02/2013).