Time ponta-grossense vai viajar quase 5 mil quilômetros no Campeonato Paranaense em 11 jogos longe de casa

Com o fim do supermando e a confirmação de mudanças no regulamento do Campeonato Paranaense, em 2011 o Operário vai encarar uma verdadeira maratona de jogos para se manter em primeiros colocados e assim garantir calendário para o ano todo. Mas para garantir uma vaga no Campeonato Brasileiro da Série D – no segundo semestre deste ano – e ficar na briga por um lugar na Copa do Brasil de 2012, o time ponta-grossense terá que percorrer 4.856 quilômetros nos 11 jogos fora de casa (com ida e volta). Esse total conta apenas a distância entre as cidades e assim levando em consideração deslocamentos dentro dos municípios para acesso a hotel, estádio entre outros locais a ‘viagem fantasma’ ficará perto dos 5 mil quilômetros rodadas neste estadual.

Foto: Trajetória do Operário no Paranaense 2011

Nos números da maratona, serão 22 jogos no campeonato que tem 12 times. Cada agremiação realiza os confrontos contra todos os demais adversários dentro e fora de casa. Para o primeiro turno, o Fantasma terá que encarar já na segunda rodada a viagem mais longa do torneio, com a partida em Cascavel. Os outros confrontos nesta fase serão em Paranaguá, Apucarana, Curitiba (contra o Paraná Clube) e Cianorte. Já no segundo turno vêm mais três desafios na capital (Coritiba, Atlético e Corinthians Paranaense), além precisar viajar até Arapongas, Paranavaí e Irati. No quesito distância, o primeiro turno será mais puxado para o time alvinegro, com um total de 1.355 quilômetros rodados em cinco partidas fora de casa. No returno serão 1073 quilômetros com seis desafios longe de Ponta Grossa (na conta apenas de ida para as cidades).

Só nos quatro jogos em Curitiba serão mais de 900 quilômetros em viagens, sendo que as dificuldades aumentam por conta da estrutura. Com o elenco indo de ônibus, as viagens são mais desgastantes, como as feitas para Paranavaí e Cascavel, com algumas horas na estrada. A travessia mais tranqüila fica para o confronto contra o Iraty – no dia 23 de abril – com pouco uma distância de pouco mais de 80 quilômetros entre as duas cidades.

AVALIAÇÃO
Se por um lado o campeonato mais longo envolve mais custos com as viagens, hospedagem e outras despesas, existe também a possibilidade de maior arrecadação com uma possível presença em massa da agora desconfiada torcida operariana. Já na parte física, com alguns jogadores ainda podendo chegar à semana da estreia, o trabalho vem sendo feito para que neste início de campeonato os atletas possam ter ‘boas’ condições de jogo e assim usem os dias pós jogo já como regeneração para o confronto seguinte, visto que em todo o primeiro turno, por exemplo, haverá partidas no meio e nos fins da semana. Serão ao todo 11 jogos em 43 dias e muito cansaço pela rotina de jogos e as viagens.

ESCALA FANTASMA
Jogos no primeiro turno
Cascavel
Paranaguá
Apucarana
Curitiba (1)
Cianorte

Jogos no segundo turno
Curitiba (3)
Arapongas
Paranavaí
Irati

AS DISTÂNCIAS
Cascavel – 415 km
Paranaguá – 215 km
Apucarana – 254 km
Curitiba – 114 km
Cianorte – 357 km
Arapongas – 264 km
Paranavaí – 386 km
Irati – 81 km
*Distância entre as cidades com Ponta Grossa

Por Alexandre Costa (JMNews – 9/1/2011).

Os comentários estão encerrados.