A derrota por 3 a 0 para o Cianorte, no primeiro jogo da Final do Interior do Paranaense, além de forçar o Operário a vencer o jogo de volta no domingo, ainda expôs uma tensão entre membros da comissão técnica, jogadores e torcida.

A derrota imposta no Albino Turbay é atenuada por conta do regulamento, que faz com que uma vitória simples do Operário, independente do placar, leve a decisão para os pênaltis. Após a derrota, parte dos torcedores alvinegros que viajaram até Cianorte foram até o resultado cobrar pelo mau resultado, e de acordo com relatos de alguns jornalistas que estavam no local, a discussão entre membros da torcida e elenco (incluindo alguns jogadores e membros da comissão técnica) resultou em agressões. “O 3 a 0 foi ruim, isso (a cobrança de torcedores) era uma bola de neve. A gente sabia que isso podia acontecer e foi hoje. Isso não é limitador, eu vejo como motivador para o próximo domingo”, opinou o treinador Amilton Oliveira. “É ruim (a presença de torcedores cobrando após a partida), porque embora o resultado não era o que a gente esperava, e a gente entende o sacrifício do torcedor, mas acho que faltou um pouco de compreensão, até pela campanha que a gente vem fazendo”.

RUIM Amilton Oliveira lamentou mau resultado mas crê em reversão do placar

RUIM Amilton Oliveira lamentou mau resultado mas crê em reversão do placar

Ainda assim, o técnico acredita na reversão do resultado. “Na minha concepção faltou um pouco de espírito da decisão, mas é perfeitamente normal reverter. Lógico, o 3 a 0 é ruim, mas 1 a 0 na volta leva a decisão pros pênaltis”.

Os comentários estão encerrados.