Direção do clube busca adversários para testes antes de estreia na Série D; amistosos ou jogos-treinos devem acontecer nos dias 2 e 10 de julho

Após uma semana voltada exclusivamente para exames e preparação física, o Operário entrou no mês que antecede sua estreia na Série D do Campeonato Brasileiro com as atenções voltadas para o campo.

Se até então o condicionamento físico ditou os rumos do trabalho feito na semana passada, agora, faltando menos de 30 para o início da quarta divisão nacional Amilton Oliveira já comanda os primeiros treinos com bola.

INTENSIVO Operário entrou na segunda semana de treinos e intensificou trabalhos com bola

INTENSIVO Operário entrou na segunda semana de treinos e intensificou trabalhos com bola

Ainda assim, a equipe deve começar a ter uma cara somente na terceira semana de preparação. Período, inclusive, onde começarão a serem feitos jogos treinos e amistosos de preparação. A direção do clube ponta-grossense começa a procurar possíveis adversários para testar a equipe antes da estreia na Série D, no dia 17 de julho, fora de casa, diante o Mirassol.

“Estamos pensando em alguns adversários para amistosos, jogo-treino, mas ainda não é nada certo, estamos analisando e sequer procuramos alguns destes possíveis adversários”, explica o supervisor Tito Araújo. As datas destes testes possivelmente devem ser os dois primeiros finais de semana de julho (2 e 10), com locais ainda incertos. “Isto também depende dessa definição e disponibilidade dos parceiros (que a equipe venha a enfrentar)”, complementa Tito.

Ao longo da semana Amilton Oliveira deve seguir com atividades semelhantes à que comandou ontem à tarde, com trabalhos específicos de toque de bola em espaço reduzido. Treino coletivo deve ocorrer somente no fim da semana.

A semana também iniciou com o Operário informando o desfecho fracassado da tentativa do clube em contratar um ‘camisa 10’. O contato feito com um meia argentino não desenrolou por conta de problemas pessoais por parte do jogador, e a segunda tentativa foi uma proposta a Lenílson, jogador com passagens pelo São Paulo, Atlético-MG e atualmente no Duque de Caxias (que disputa a Série B nacional). Porém, a proposta de jogar a quarta divisão pelo Operário não sensibilizou o jogador, que preferiu seguir atuando pelo clube do Rio de Janeiro. Ainda assim, os gestores do clube não descartam a contratação de mais um jogador para o meio de campo, que viria para auxiliar Ceará, referência do setor no primeiro semestre, mas que teve problemas com contusões ao longo do Estadual.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 21/6/2011).

Os comentários estão encerrados.