Após perder para equipe da 3ª divisão estadual, alvinegro busca se ajustara para jogo decisivo pela Série D no domingo

Se após o empate em Gravataí, há duas semanas, Amilton Oliveira vangloriava o fato de sua equipe ter buscado um empate no último minuto. O treinador do Operário via na conquista do primeiro ponto na Série D do Campeonato Brasileiro um alento, em sua análise, naquele jogo o time ponta-grossense enfim teria ‘despertado’ nesse segundo semestre.

TROPEÇO Operário voltou a perder em casa, desta vem em amistoso contra time da 3ª divisão paranaense - Foto: Fabio Matavelli

TROPEÇO Operário voltou a perder em casa, desta vem em amistoso contra time da 3ª divisão paranaense
Foto: Fabio Matavelli

Se o resultado na quarta divisão nacional deu esperanças à equipe de Ponta Grossa, uma semana depois, durante a folga no Brasileiro, a preocupação voltou a ser presente em Vila Oficinas. A derrota para o Cambé, no amistoso do último sábado, em pleno Germano Krüger, fez acender a luz de alerta no clube.

A derrota de virada para o time que irá disputar a terceira divisão paranaense marca não apenas mais um fracasso em casa (o sexto neste ano, descontando a final do interior, quando apesar de não ter ficado como título, venceu o Cianorte no tempo normal), mas também um sinal de preocupação, já que o compromisso no próximo fim de semana a equipe ponta-grossense tem um compromisso decisivo pela Série D, justamente em casa, onde mais tem falhado.

No domingo o Operário terá pela frente o Oeste, no encerramento do primeiro turno da fase inicial da quarta divisão. Uma vitória – algo inédito para o time de Amilton Oliveira nesta Série D – em casa é fundamental para a equipe seguir viva na briga pela classificação à segunda fase da competição.

Folgando na rodada do fim de semana, o Operário, lanterna do grupo A7, com um ponto, viu o seu adversário de domingo ser derrotado em casa por 1 a 0 pelo Mirassol e com isso embolar a situação de sua chave. A liderança ainda segue com o Cene, que em casa foi derrotado por 3 a 0 pelo Cerâmica, que agora foi a quatro pontos, mesma pontuação que o terceiro lugar do Oeste. A segunda posição do grupo é do Mirassol.

Para o jogo decisivo do próximo domingo, Amilton Oliveira pode lançar mão de alguns testes que fez no amistoso do último sábado. Marcelo Carvalho usado como volante – é zagueiro de origem – na derrota de sábado, pode ganhar espaço, e Mateus, que deixou o campo lesionado no sábado, passou a ser dúvida.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campos – 9/8/2011).

Os comentários estão encerrados.