Após ser uma dos destaques do Paulistão, Mirassol reduziu sua folha mensal para aproximadamente R$ 90 mil, mas fez mais testes antes da estreia na Série D

Adversário do Operário no domingo, o Mirassol mudou da condição de ‘emergente’ adquirida no primeiro semestre – quando foi um das grandes surpresas do Campeonato Paulista – para uma situação mais ‘modesta’.

Informações da imprensa do interior paulista relatam uma equipe com elenco mais modesto do que o montado para o Estadual. O time do interior paulista deve ter uma folha mensal girando na casa dos R$ 90 mil (inferior, por exemplo, ao gasto pelo Operário com salários, que embora não divulgue valores precisos, tem sua lista de pagamentos na casa dos seis dígitos por mês), redução drástica se comparada com os cerca de R$ 400 mil gastos pelo mesmo clube por mês durante o Campeonato Paulista.

ÚLTIMO Amilton Oliveira deve comandar hoje último treino do Operário antes de embarque para o interior paulista

ÚLTIMO Amilton Oliveira deve comandar hoje último treino do Operário antes de embarque para o interior paulista

Ainda que reduzidos, os custos para manter a equipe na quarta divisão nacional ainda terão de ser obtidos a trabalho árduo pela direção do clube. Os gestores do Mirassol fizeram uma campanha junto a empresários da cidade para apoiar a equipe, e boa parte da cota dos mais de quatro mil ingressos para o jogo de domingo será destinada aos apoiadores da equipe, que colocaram os nomes das empresas no estádio José Maria de Campos Maia.

Se possui uma folha de gastos mais modesta, o Mirassol pelo menos teve mais testes antes da estreia na Série D. Enquanto o Operário realizou apenas dois amistosos até o fim de semana, o seu adversário fez mais de cinco jogos-treinos com vistas à preparação para a quarta divisão nacional.

As contratações do Mirassol para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro foram o goleiro Veloso; os laterais Erick e Vando; os zagueiros Wendell e Matheus; os meias Romarinho, Gilsinho, Alex Silva; o volante Sérgio Manoel; e os atacantes Thiago Cavalcanti e Wellington Rodrigues. O técnico da equipe do interior paulista é Ivan Baitello. Do elenco que participou o último Paulistão, ficaram o meia Vitor Dourado e o atacante Serginho.

Ontem foi definida a arbitragem do jogo de domingo. Eduardo Cordeiro Guimarães, do Rio de Janeiro será o árbitro, sendo auxiliado por Celso Barbosa de Oliveira e Daniel Luis Marques, de São Paulo.

Hoje Amilton Oliveira deve comandar o último treino antes do Operário antes da equipe embarcar para o confronto que acontece às 16 horas no interior paulista.

Por Jeferson Augusto (Diário dos Campso – 15/7/2011).

Os comentários estão encerrados.