Time quer na base da vontade e da superação passar por cima de problemas com contusão; Fantasma pode confirmar já a vaga hoje se vencer o Joinville, em Santa Catarina

Com muitos desfalques, o Operário aposta na força de seu grupo, no conjunto, para voltar de Santa Catarina com um bom resultado. O duelo será contra o Joinville, a partir das 16 horas, e o Fantasma não vai poder contar com no mínimo três jogadores. Uma vitória já garante o time ponta-grossense na próxima fase do Campeonato Brasileiro da Série D, contudo um empate ou ao menos uma boa apresentação garante mais tranquilidade para a última decisão desta primeira fase, quando no próximo domingo vai receber em Ponta Grossa o time do São José, do Rio Grande do Sul.

Foto: Goleiro Ivan tem a missão de não tomar gols na partida de hoje contra o Joinville

Goleiro Ivan tem a missão de não tomar gols na partida de hoje contra o Joinville

Hoje, o treinador Pedro Caçapa não vai poder contar o zagueiro Leonardo, o lateral esquerdo Gilson e o volante Zé Leandro, todos por problemas de lesão. Além disso, tem a dúvida com relação ao volante Cambará, que também sentiu dores e nem chegou a treinar na sexta-feira. Do outro lado, na parte disciplinar, a preocupação é com relação ao lateral direito Cassiano, único entre os titulares que está pendurado com dois cartões amarelos.

Problemas que farão o treinador possivelmente ir para o esquema com três zagueiros, fugindo do padrão de treinamentos. Caçapa vai com o 3-5-2 colocando Ivan no gol e tendo uma zaga bem modificada com De Lazzari, Fabiano e Vinicius. Nas laterais seguem Cassiano (direita) e Péricles (esquerda). No meio atuarão Dario, Diego Zanuto e Danielzinho, com Edenilson e Léo Gazola no ataque.

Na avaliação do preparador físico do Operário, Carlos Alberto Gamarra, o time levou azar com as contusões não esperadas e que prejudicam o trabalho, mas está bem fisicamente para a reta final da fase de classificação. “O time está bem fisicamente e o destaque fica para o conjunto forte. É um time que trabalha bem, sem qualquer tipo de problema interno, e isso é importante para a busca pelos resultados. Acredito e tenho certeza que o time terá, por exemplo, no jogo final contra o São José, com o apoio da torcida de buscar o seu objetivo. É um time que está bem tecnicamente, bem taticamente e tem muita força no conjunto”, avalia.

Por Alexandre Augusto (JMNews – 15/08/2010).

Os comentários estão encerrados.