20100527-caçapa-dcmais

agenciadoras de jogadores devem fechar com o Operário, que deverá realizar um torneio com equipes da Traffic para se preparar para Série D

Um possível parceiro – ou possíveis, já que a presença de mais integrantes no grupo gestor sempre foi ventilada – do Operário Ferroviário na Série D deve ter a função de trazer jogadores ao clube para ajudar a formar o elenco alvinegro na competição nacional. Esta função descrita por Dorli Michels, excluiria, ainda de acordo com as palavras do gestor alvinegro, pessoas ligadas a algum clube.

Entretanto, nomes ventilados como possíveis parceiros do alvinegro na disputa para a quarta divisão nacional incluem empresas agenciadoras de jogadores com vínculos com diversos clubes do país, e inclusive no exterior.

A Traffic seria uma delas. A empresa, de propriedade de J.Hawilla e que agencia a carreira de 90 jogadores no Brasil e no exterior deve por seus dois times – Estoril, de Portugal, e Desportivo Brasil – para jogar no Germano Krüger em julho, em um torneio que serviria de preparação para a Série D e ainda teria a presença do Iraty.

O namoro com a empresa de Hawilla não chega a ser novo. Ainda no ano passado foi ventilada a possibilidade do clube alvinegro fazer uma parceria com a empresa, dueto visto com bons olhos pelo grupo gestor.

Outro que pode aportar em Vila Oficinas é a empresa LA Sports, que opera nos mesmos moldes da Traffic, mas em proporções menores. A empresa ganhou notabilidade ao fazer acordos com o Paraná Clube, onde ainda mantém alguns atletas agenciados. Outra parceira de bastante êxito foi com o Avaí, de Santa Catarina. Atualmente a lista de agenciados pela LA chega a 46 jogadores, presentes no Avaí, Coritiba, Vasco, Palmeiras, entre outros clubes.

De acordo com os dirigentes alvinegros, as negociações com novos parceiros seguem “encaminhadas” e devendo ser definida nos próximos dias. Dorli Michels assegurou que o trabalho na preparação do Operário para a Série D ocorre paralelamente às negociações, e caso sejam frustradas, não deverá alterar o projeto do clube para a competição nacional.

O Operário estreia no Brasileirão no dia 18 de julho, contra o São José, em Porto Alegre. O primeiro compromisso em casa será diante o Joinville, no dia 25 de julho. A previsão é de que os treinos iniciem no dia 7 de junho. A comissão técnica ainda está sendo formada. Caçapa, que esteve à frente do clube na arrancada final do Paranaense, está mantido como técnico, faltando ainda um preparador de goleiros e preparador físico.

Por Jeferson Augusto (DCMais – 27/05/2010).

Os comentários estão encerrados.