Será hoje, a partir das 20h30, o tão esperado reencontro da torcida com o time do Operário Ferroviário. Sem jogar no Germano Krüger desde julho do ano passado e sem disputar uma partida na elite estadual em seu estádio há mais de 15 anos o alvinegro entra em campo hoje contra o Rio Branco, pela quarta rodada do Campeonato Paranaense.

Após tanto tempo sem ver o clube ponta-grossense em campo, o torcedor do Operário promete casa cheia e festa no Germano Krüger hoje à noite. Ontem a procura por ingressos foi intensa, tanto na bilheteria do estádio, onde filas foram freqüentes, como no quiosque que o clube mantém no shopping. Foram colocados 8700 ingressos e somente ontem foram vendidos cerca de cinco mil ingressos. A expectativa para esse jogo é grande. Foi tanto tempo longe da primeira divisão que não dá para esconder a ansiedade. Vamos apoiar o time durante os noventa minutos e fazer uma festa muito bonita amanhã (hoje), promete Thiago Moro, coordenador da Torcida Organizada Trem Fantasma.

A festa prometida pelas organizadas não deve ter fogos de artifício, muitas bandeiras, além do costumeiro extintor usado antes do jogo. Uma reunião entre o Comandante do 1º BPM, Ten-Cel Marco Aurélio Paredes Czerwonka, e representantes das organizadas, definiu que, por medida de segurança, as torcidas poderão levar um número limitado de bandeiras com mastros e instrumentos de percussão, mediante cadastro de seus proprietários. O comando da PM ressalva que os mastros deverão ser confeccionados em canos de PVC.

O próprio elenco do Operário reconhece que o grande diferencial do jogo de hoje deve vir mesmo das arquibancadas. A gente vê o pessoal comprando ingresso, recebe apoio na rua, é outra coisa você entrar aqui com a arquibancada cheia e receber todo aquele apoio. Somos muito forte aqui e temos que fazer valer o fator casa e vencer todos os jogos aqui, disse o lateral-direito Lisa.

Para o jogo de hoje, o técnico Norberto Lemos não poderá contar com o zagueiro Flamarion, suspenso com o terceiro cartão amarelo. Silvão, volante, entra em seu lugar, e João Renato e Baiano, que não jogaram as últimas duas partidas, retornam para o jogo de hoje. Com isso, Lemos adota o 4-4-2.

O Operário deve começar jogando com Danilo, Lisa, Grafite, João Renato e Digão; Serginho Catarinense, Serginho Paulista, Silvão e Juninho; Baiano e Dyego Souza.

O alvinegro vem de derrota sofrida no último fim de semana, para o Cianorte, que esfriou uma arrancada duas vitórias, uma delas, inclusive, sobre o Atlético em plena Arena. Quando a gente perde uma partida já quer que o outro jogo venha logo, para se recuperar. Não podemos deixar essa oportunidade escapar justamente diante da nossa torcida, temos de fazer o dever de casa, prega Lisa.

O adversário do Operário que conta com Ratinho, que defendeu o alvinegro no ano passado vem a Ponta Grossa sob crise após a derrota no fim de semana. A equipe, que amarga as últimas posições da tabela, ainda não poderá contar com Daniel e Marco Túlio.

Por: Jeferson Augusto – DCMais (28/01/2010)

Uma resposta a DCMais: Operário faz festa para reencontro com torcida

  • Bruno disse:

    Hoje PG vai parar, OFEC no GK !

    É pra ensinar a torcida do Serrano qual dos times da região é maior !