De Lazzari, mesmo com fratura na costela, fará teste hoje e pode ser titular contra o Metropolitano amanhã; Operário também treinou cobranças de pênaltis na tarde de ontem

O capitão e zagueiro do Operário Rodrigo De Lazzari fará hoje um último teste, que definirá se ele joga ou não a partida de amanhã, contra o Metropolitano, na volta do mata-mata da segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro.

O jogador, que durante a semana chegou a ser descartado para o confronto em Blumenau devido a uma fratura na costela, participou ontem de parte do coletivo, e poderá jogar. O atleta será avaliado pelo departamento médico e pode ser a grande novidade no jogo que vale vaga na terceira fase do nacional. “Amanhã (hoje) vou fazer um último teste, participei do treino hoje e foi tranquilo. Vamos fazer essa avaliação e tentar ir para o jogo”, disse o zagueiro.

Foto: NO SACRIFÍCIO Mesmo com lesão, Rodrigo De Lazzari (dir.) pode atuar amanhã em partida decisiva para o Operário

NO SACRIFÍCIO Mesmo com lesão, Rodrigo De Lazzari (dir.) pode atuar amanhã em partida decisiva para o Operário

Caso De Lazzari seja confirmado entre os titulares Caçapa deverá optar pelo esquema com três zagueiros. Neste formato, Dario sairia, dando lugar a Fabiano. O meio de campo seria formado pelos alas Cassiano e Rogerinho, a dupla de volantes Diego Zanuto e Cambará, e o meia Grilo. O ataque utilizado por Caçapa no coletivo de ontem foi formado por Baiano e Ícaro, entretanto, Edenílson e Léo Gazola podem ser opções do treinador.

Para De Lazzari, caso a equipe venha a atuar no 3-5-2, isto não significará um time mais recuado. “Não é que o time vai ficar mais atrás, para segurar. A equipe ganha muito na bola aérea, que é um elemento forte do time deles, mas não significa que ficamos recuados”, acredita.

Na opinião do zagueiro, esta postura mais defensiva tende a atrair mais o adversário, empurrado por uma torcida que deve comparecer em bom número. Na análise do capitão, o comportamento a ser adotado pelo time ponta-grossense deve ser o mesmo que apresentou na partida de ida, no Germano Krüger, quando o alvinegro venceu por 1 a 0, sem dar muitas chances ao adversário. “Tem que tentar jogar igual jogamos aqui, não de maneira recuada”.

Pênaltis
Na tarde de ontem o elenco alvinegro também treinou cobranças de pênaltis. Caso o Metropolitano vença por 1 a 0 a decisão irá para as penalidades máximas. Todos os titulares, inclusive o goleiro Ivan, fizeram três cobranças. Edenílson e Léo Gazola também cobraram. Entre todas as cobranças, apenas Baiano, Diego Zanuto e Ivan acertaram as três oportunidades.

Por Jeferson Augusto (DCMais – 11/09/2010).

Os comentários estão encerrados.