Amistoso com veteranos do Flamengo no Germano Krüger sela aniversário do Operário, que também festeja vaga na Série D do Brasileiro deste ano e conquistas do passado

O Operário Ferroviário Esporte Clube comemora hoje 98 anos de existência reverenciando o passado. Seu e do time de maior torcida do país. O principal chamariz das festividades – que se estenderá para amanhã também – do clube alvinegro será um amistoso contra a equipe máster do Flamengo.

Um combinado de veteranos do Operário enfrenta o time de ex-jogadores do rubro-negro carioca, às 20 horas de hoje, no Germano Krüger. O aglomerado de veteranos do time carioca conta com um número considerável de heróis que compuseram o elenco do Flamengo que atravessou a década de 80 como um dos melhores times do país. Nomes como Nunes (autor do gol do primeiro título brasileiro do Flamengo, em 1980), Rondinelli (o “Deus da Raça”, como era chamado pela torcida rubro-negra), Júlio César “Uri Gueller”, Adílio, e o ex-treinador do rubro-negro, Andrade. Atletas pertencentes a gerações posteriores, como Djair, Válber, também estarão no gramado de Vila Oficinas hoje à noite.

“Queremos fazer uma grande festa, para comemorar o aniversário do Operário e proporcionar à população de Ponta Grossa a oportunidade ver grandes craques”, anuncia o presidente do Operário, Carlos Roberto Iurk.

O mandatário do clube alvinegro ainda relembra o bom momento dentro de campo vivido este ano – com a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro assegurada – e em outras épocas. “O Operário tem uma história belíssima, principalmente na década de 60, mas este ano também tivemos um ano abençoado, primeiramente em retornar e permanecer na 1ª Divisão, e depois com esta conquista da vaga na Série D do Brasileiro”, comemora.

Iurk não esquece das dificuldades enfrentadas este ano, mas as minimiza, em nome do bom momento que a equipe alcançou durante o Paranaense deste ano. “Tivemos dificuldades e soubemos superar. A relação com os gestores é um negócio, e isso às vezes implica em bater de frente, em confronto de ideias, mas no fundo foi por um objetivo em comum e que fez com que as coisas entrassem nos eixos”, diz.

O presidente do Operário ainda assegura a presença do Operário no Brasileiro deste ano, sem maiores detalhes. “Vamos participar sim (da Série D do Brasileiro), mas a forma como isso vai acontecer é que não sabemos. Até porque não se sabe qual é o regulamento, os adversários, etc”, diz.

O ingresso para o amistoso de hoje custa R$ 10, e podem ser adquiridos na secretaria do clube. As comemorações do aniversário do Operário terão sequência amanhã, com o tradicional churrasco em Vila Oficinas, além das entregas dos troféus para os campeões dos campeonatos internos do clube.

Por Jeferson Augusto (DCMais – 1/05/2010).

Os comentários estão encerrados.