Brasileirão D 2010

O Operário/PR está garantido na semifinal da Série D. Nesta segunda-feira (14), o Fantasma voltou a bater o Maranhão/MA, se classificou para a próxima fase da competição e, de quebra, conquistou o acesso para a Série C. Após vencer fora de casa por 3 a 1, o time paranaense carimbou a vaga ao superar o Macão por 2 a 1 em Ponta Grossa (PR).

Com a boa vantagem conquistada no jogo de ida, o Operário/PR entrou em campo no Germano Krüger sem se expor. Apesar do bom início, assustando em chutes de fora da área de Michel e Yuri, o Maranhão encontrou dificuldades para reverter o confronto e o time da casa controlou a partida.

Com o relógio a favor, o Fantasma abriu o placar aos 24 minutos do segundo tempo. Em contra-ataque mortal, Lucas recebeu entre os zagueiros e fez 1 a 0. O Maranhão chegou ao empate aos 37 minutos com Marcelo, mas Jean Carlos esfriou a reação, recolocou o Operário na frente do marcador aos 40 e sacramentou a vitória paranaenses: 2 a 1.

Operário/PR se junta a Juazeirense/BA, Atlético/AC e Globo/RN como semifinalistas da Série D 2017 e com vaga garantida na Série C em 2018.

Por Assessoria CBF (14/08/2017)

Auditores do STJD entendem que clube é culpado por arremeso de pedra no gramado em jogo pela Série D

Caso o Operário consiga a classificação para jogar novamente a Série D em 2011, o primeiro jogo em casa não será no estádio Germano Kruger. O clube ponta-grossense foi punido na tarde desta sexta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva por conta de uma pedra arremessada em direção ao gramado no jogo contra o Madureira, pelas quartas-de-final da competição.

Além da perda de campo, o Operário foi punido em 2 mil reais. O Fantasma foi defendido pelo advogado Sandro Wuicik, do escritório de Domingos Moro. Ele argumentou que conversou com os dirigentes locais e eles afirmaram nem saber da existência do fato.

Porém, o relator Washington Oliveira não aceitou a tese da defesa e votou pela punição, sendo acompanhado por todos os auditores.

Ainda nesta sexta-feira, o preparador físico Carlos Baddin, o Gamarra, foi punido com dois jogos de suspensão por ofender o árbitro no jogo contra o Joinville.

Por Vitor Hugo Gonaçalves (Net Esporte Clube – 5/10/2010).

As poucas esperanças que se tinha sobre uma eventual reviravolta na Série D, foram dizimadas na tarde de ontem, com o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolvendo o Madureira e confirmando a equipe carioca com o quarto time a conseguir o acesso à Série C do ano que vem.

O Madureira foi denun­ciado por escalação irre­gu­lar – artigo 214 do Có­digo Brasileiro de Justiça Des­por­tiva (CBJD) – porque Wesley atuou nas partidas contra Tupi/MG, Botafogo/SP e Cene/MS, ainda na primeira fase da Série D, sem que estivesse inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) e na Diretoria de Registro e Transferência (DRT). Em primeira instância, o jurídico do Madureira conseguiu a absolvição ao contestar que os documentos enviados pela CBF aconteceram fora do prazo.

O caso interessou ao Ope­rá­rio, que inclusive enviou seu advogado até o julgamen­to no Rio de Janeiro, na espe­rança de que uma conde­na­ção do time carioca pudesse vir a beneficiar o alvinegro.

A quarta divisão nacional ainda pode sofrer outra mudança com o América/AM, que ainda pode ser eliminado da competição e dar vaga ao Joinville. O time amazonense será julgado hoje, também pela denúncia de escalação irregular.

Por DCMais (29/10/2010).