21/05/2017

O Operário Ferroviário venceu o Brusque, na tarde de domingo (21), pela primeira rodada do Grupo A15 da Série D do Campeonato Brasileiro. A partida aconteceu no Estádio Germano Krüger e terminou em 1 a 0, gol e Serginho Paulista. Com o resultado, o Fantasma divide a liderança do Grupo A15 com o XV de Piracicaba, que venceu o São Paulo (RS). O Alvinegro de Vila Oficinas volta a jogar pela Série D no próximo domingo (28) contra o São Paulo (RS). A partida será no Estádio Aldo Dapuzzo, às 15 horas.

Para o técnico Gerson Gusmão o resultado foi alcançado. “Esperávamos um jogo dessa forma, assim como esperamos em Rio Grande. Mas o importante hoje era conseguirmos a vitória e iniciarmos bem a competição. Em cima desse resultado, já começamos a trabalhar o próximo jogo. Então, se tivéssemos um resultado negativo hoje aqui, teríamos que buscar uma vitória sem alternativas em Rio Grande. O resultado do jogo anterior sempre modifica algumas estratégias para a próxima partida. Hoje não foi um grande jogo, mas foi uma boa partida e iniciamos a competição da maneira que queríamos: com três pontos em casa diante do nosso torcedor. E agora é começar a pensar no próximo adversário”.

O jogo
No primeiro tempo, o alvinegro começou pressionando o adversário e criando boas jogadas. Aos 5 minutos, Lucas Batatinha ficou sozinho com Dida e bateu em cima do goleiro. O Brusque reagiu no fim da primeira etapa, mas também não conseguiu converter.

O segundo tempo foi mais equilibrado, com boas chances para os dois lados. O gol do Operário saiu aos 24 minutos. Serginho Paulista recebeu livre de marcação, chutou forte e balançou as redes, garantindo a vitória do Fantasma.

O alvinegro iniciou a partida com Simão, Danilo Báia, Diego Macedo, Alisson, Peixoto, Chicão, Serginho Paulista, Athos, Lucas Batatinha, Jean Carlo e Vandinho. No segundo tempo, entraram Quirino, Schumacher e Cristian nos lugares de Lucas Batatinha, Jean Carlo e Vandinho, respectivamente.

FICHA TÉCNICA
Operário 1×0 Brusque
Campeonato Brasileiro – Série D – 1ª fase – Grupo A15 – 1ª rodada
Estádio Germano Krüger – 21/05/17 – 15h30

Operário: Simão, Danilo Báia, Diego Macedo, Alisson, Peixoto, Chicão, Serginho Paulista, Athos, Lucas Batatinha (Quirino), Jean Carlo (Schumacher) e Vandinho (Cristian). Téc: Gerson Gusmão
Banco: Matheus, Lisa, Acácio, Índio, Tiago Alencar, Willian Daltro, Washington, Dione e Daisson.

Brusque: Dida, Marcos Vinicius (João Carlos), Lucas Costa, Neguete, Eurico, Ronaell, Carlos Alberto, Valkenedy, Careca, Max (Vagner Líbano) e Wilson Junior (Mateus Paraná). Téc: Pingo
Banco: Bryan, Marcelo Felber, Luizinho e Vicente.

Gols: Serginho Paulista (2T 24’) (Operário)
Cartões Amarelos: Marcos Vinicius e Eurico (Brusque)

Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes – GO (CBF)
Árbitro Assistente 1: André Luiz Severo – PR (CBF)
Árbitro Assistente 2: Weber Felipe Silva – PR (CBF)
Quarto Árbitro: José Mendonça da Silva Junior – PR (CBF)

Público pagante: 1.263 pessoas
Público total: 1.508 pessoas
Renda: R$ 18.480

Das Assessorias (Diário dos Campos – 22/05/2017)

Neste domingo (21), o Operário Ferroviário deu o pontapé inicial na Série D 2017. Mesmo com um gramado ruim que dificultou a criação das jogadas, o Alvinegro venceu o Brusque (SC) por 1 a 0. O autor do gol foi Serginho Paulista, volante que já foi para as redes em três ocasiões na temporada.

Com o resultado, o Operário aguarda o fim do jogo entre XV de Piracicaba (SP) e São Paulo (RS) para saber a classificação final da primeira rodada. Na próxima rodada, o Fantasma viaja a Rio Grande, no Rio Grande do Sul, onde enfrenta o São Paulo (RS). A partida ocorre no domingo (28), com início às 15h.

Campo molhado prejudica o jogo
A chuva forte que caiu na madrugada deste domingo deixou o gramado do Estádio Germano Krüger extremamente liso. Com isso, os atletas tinham dificuldade em dominar e carregar a bola. Isso ficou nítido aos 6 minutos de partida. Lucas Batatinha recebeu a bola, tentou o passe para Athos, mas foi interceptado. Na sobra, o atacante do Fantasma adiantou, a zaga do Brusque furou na hora de cortar e Batatinha bateu, mas Dida fez boa defesa para salvar os catarinenses.

O jogo seguia muito disputado no meio. Por conta disso, as chances aconteciam apenas em arremates de longa distância. Aos 21, Chicão bateu de longe, mas a bola foi por cima do gol. Aos 31 minutos, foi a vez do Brusque assustar. Carlos Alberto cruzou e Careca, na pequena área, mandou para fora após cabeçada.

Aos 39 minutos, o Brusque teve boa chance. Em cobrança de escanteio, Neguete completou de cabeça, mas a bola foi fraca e Simão fez defesa tranquila. Um minuto depois, o Fantasma respondeu. Athos chutou, mas Lucas Costa foi providencial ao cortar de cabeça para os catarinenses. O gramado ruim seguia como um empecilho para a criação de jogadas, e as equipes foram para o intervalo com o placar zerado.

Volante “iluminado” decide para o Fantasma
O Operário voltou mais ligado para a segunda etapa. Isso foi notório logo no primeiro minuto. Danilo Baia chutou e Dida fez um milagre para salvar o Brusque. Os catarinenses também mostraram maior volume de jogo, e aos 6 minutos perderam uma chance incrível. Max apareceu sozinho na área e bateu forte, mas Simão fez grande defesa e salvou o Alvinegro.

Aos 11, Lucas Batatinha perdeu a melhor chance da partida até então. Saiu sozinho, na cara do goleiro e chutou. Novamente Dida apareceu e, de forma incrível, evitou o gol do Fantasma. A saga alvinegra em busca do gol continuava. Aos 19 minutos, Athos rolou para Vandinho bater de longe. Dida, de novo, espalmou para evitar o gol.

Aos 23 minutos, a insistência do Operário finalmente deu certo. Athos arriscou, a bola bateu na defesa do Brusque e sobrou limpa na entrada da área. Serginho Paulista veio de trás, chutou, e marcou um golaço para abrir o placar.

O gol deu tranquilidade aos donos da casa. O Fantasma permanecia com maior posse de bola, e criava algumas oportunidades de ampliar. Aos 39 minutos, Quirino rolou para Chicão, que bateu de longe mas mandou por cima do gol. Dois minutos depois, Athos bateu falta, Quirino completou de cabeça e Dida fez outra grande defesa. Aos 45 minutos, Dida novamente fez seu nome. Schumacher recebeu na área e bateu cruzado, mas o goleiro fez boa defesa com os pés. Fim de jogo, e o Fantasma se sagrou vitorioso na estreia do nacional.

FICHA TÉCNICA
OPERÁRIO 1 X 0 BRUSQUE

Operário: Simão; Danilo Baia, Diego Macedo, Alisson e Peixoto; Chicão, Serginho Paulista, Jean Carlo (Schumacher) e Lucas Batatinha (Quirino); Athos e Vandinho (Cristian).
Técnico: Gerson Gusmão

Brusque: Dida; Marcos Vinicius (João Carlos), Lucas Costa, Neguete e Ronaell; Eurico, Carlos Alberto, Valkenedy e Max (Vágner Líbano); Careca e Wilson Junior (Matheus Paraná).
Técnico: Pingo

Local: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR).
Data/Horário: 21/05/2017, às 15h30
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: André Luiz Severo (PR) e Weber Felipe Silva (PR)

Público/Renda: 1263 pagantes/ 1588 total / R$ 18512,00
Cartões Amarelos: Marcos Vinicius, Careca e Eurico (Brusque).
Gols: Serginho Paulista, aos 23’ do 2º tempo para o Operário.

Por Bruno Stadler (Redação em Campo – 21/05/2017)

Há um mês sem jogo oficial, em virtude da paralisação do Grupo 1 da Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense, em decorrência do tapetão do STJD referente ao caso da Portuguesa Londrinense, enfim, enfim, o Operário Ferroviário vai entrar em campo para disputar uma partida valendo três pontos. O adversário será o Brusque, de Santa Catarina, neste domingo, a partir das 15h30, no Estádio Germano Kruger, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Série D.

Esse tempo sem jogar uma partida oficial deu muito trabalho para a comissão técnica do Fantasma, levando em consideração a parte física. O preparador físico Jackson Schwengber, disse que foi preciso refazer o planejamento, fato que também inclui os novos reforços que chegaram nos últimos dias em Vila Oficinas. “Claro que tivemos uma mudança na rotina de preparação. Quando se tem rodada, o trabalho fica mais por conta da recuperação dos jogadores e não foi que aconteceu nesse período. Então, seguindo uma linha, apenas aumentamos mais a carga de exercícios, monitorando cada jogador individualmente”, disse o preparado físico Jacskon.

Esse trabalho individual também serviu para os jogadores recém chegados…. “Dos que vieram agora, alguns estavam jogando e outros com algum tempo parado. Então cada um teve um determinado programa de condicionamento e podem ser opção para jogar nesta partida. Pelo menos uma parte do tempo”,afirmou o preparador físico alvinegro.

O técnico Gerson Gusmão adiantou que taticamente o time não terá problemas. “Os que chegaram agora são jogadores experiente s e inteligentes. Estão se adaptando rapidamente no esquema de jogo e tem condições de jogar neste domingo”, disse o comandante alvinegro, sem revelar a escalação do Fantasma para esta largada na quarta divisão nacional.

Da Redação (Diário dos Campos – 21/05/2017)