Em entrevista coletiva o presidente do clube relatou que irá sair do clube. Também foram apresentados os novos jogadores

"Nem que o time seja campeão eu não quero mais ser presidente"

“Nem que o time seja campeão eu não quero mais ser presidente”

“Eu aqui não fico mais”, essas foram as palavras do presidente Laurival Pontarollo durante a entrevista coletiva na tarde de ontem. Na coletiva foram apresentados os três novos jogadores e comentado sobre a situação da equipe, o gerente-geral Jorge Nunes também participou da entrevista.

Segundo Pontarollo, ele não tem mais condições de ficar à frente do clube. “Como presidente eu não tenho condições, não aguento mais. Não sei se eu sou fraco, o que, mas não consigo mais ficar à frente disso aqui. O cara que passa aqui, você pode considerar um herói”, relatou Pontarollo. O presidente afirmou que a decisão é definitiva. “Nem que o time seja campeão eu não quero mais ser presidente, é definitivo, posso estar junto e colaborando, mas como presidente eu não quero mais”, explicou. O presidente não disse quando deixa o clube.

Em relação à situação da equipe no campeonato, Pontarollo disse que agora é a hora de união. “Nós precisamos de união, precisamos ter uma força muito grande agora, para conseguirmos dar a volta por cima”, expõe o presidente.

Jorge Nunes explicou que na quinta-feira eles fizeram duas reuniões, uma com a comissão técnica e outra com os jogadores. “Reunimos os 33 jogadores, foi cobrado e perguntado e eles foram incentivados a falar, a primeira coisa que me coube perguntar é o que falta(para os jogadores), já que os salários estão em dia e os prêmios estão também, transporte e alimentação são bons. Depois disso, foram para o treino e a reunião foi com a comissão técnica”, relatou Nunes. O gerente -geral espera que exista mudança dentro de campo, após essa conversa. “Queremos que cada um dê o melhor, porque o que eu acho que não dá é para ficar desse jeito, não estou falando de empate e derrota e sim de atuação”, disse Jorge.

Segundo Pontarollo, não foi solicitado pela comissão técnica as contratações. “Eu mesmo fui atrás e nossos patrocinadores nos ajudaram, ninguém solicitou nada”, comentou Pontarollo. As novas contratações foram possíveis graças a alguns patrocinadores que já fazem o investimento no time. “Isso foi graças a esses amigos e empresários, que estão vendo que estamos nos dedicando e trabalhando, o que da força e ânimo é esse pessoal. Eu fico o dia todo ligando pedindo, isso é importante”, comenta.

Mais um reforço para o Fantasma
Após o anúncio da chegada do Cleber, ontem, a diretoria do Operário anunciou a contratação do meia Bruno. O jogador negociava com o Fantasma desde o início de dezembro, mas problemas extracampo fizeram com que ele fosse liberado somente agora.

Problemas que voltaram a acontecer, já que, o durante a entrevista o presidente anunciou que o antigo clube do atleta entrou com uma liminar, para que o jogador não venha para o Operário, mas segundo ele, isso está sendo analisado pelo advogado do clube. Caso eles consigam inscrever o atleta no BID, ele estará disponível para entrar em campo já neste domingo, contra o Maringá, em partida válida pela oitava rodada do estadual

Ontem ele conheceu as instalações do clube, realizou um leve trabalho de condicionamento físico-muscular no gramado e na academia, ao lado dos atacantes Jorge Preá e Ícaro, comandado pelo preparador físico Jackson Schwengber.(Com Assessorias)

Por Rafaela Serrato (Diário dos Campos – 22/02/2014).

Os comentários estão encerrados.