Buscando pontuar mais uma vez, o Fantasma enfrenta o Cianorte hoje, às 4 horas, jogando longe de casa, mais uma vez o time terá mudanças

Ícaro treinou com a equipe ontem e pode jogar hoje, a última partida do atacante foi na quarta rodada

Ícaro treinou com a equipe ontem e pode jogar hoje, a última partida do atacante foi na quarta rodada

O Operário volta a enfrentar o Cianorte hoje, às 16 horas, no Albino Turbay, o Fantasma busca conseguir mais três pontos em cima do adversário. O Leão do Vale precisa da vitória, já que não conquistou nenhum ponto no descenso.

Na sexta feira o técnico do Fantasma Paulo Foiani treinou em campo reduzido. Para partida de hoje, Basso, Bruno e Everton ficam de fora, mas pode acontecer a volta de Ícaro ao campo, o atacante jogou no coletivo da sexta-feira, a última partida de Ícaro foi na quarta rodada do Campeonato, contra o Londrina.

Quem entra no lugar do Basso é Marquinhos Sá, Vitor Cardoso vai para o lado esquerdo e Dime fica ao lado de Sidnei e Richardson, com Sandro e Preá mais na frente. O técnico conta que essas mudanças são necessárias, já que alguns jogadores foram obrigados a ficar de fora, por lesões ou por cartão. “O que eu venho passando para os meus atletas é que essas dificuldades a gente tem que encarar de cabeça erguida e que tudo vai dar certo. Tem o fulano que se lesionou, mas tem o beltrano que se recuperou. Vamos fazer assim, dar confiança para quem está bem, está a disposição e viajar para lá, sabendo que vamos ter uma partida dificílima”, conta o técnico.

Em relação as mudanças Foiani conta que sempre que vê necessidade de trocar as posições, ele conversa com os jogadores para conferir se eles se sentem bem com a mudança. “Tenho um pensamento, mas a gente tem que ver onde eles ficam mais à vontade, porque a minha obrigação é tirar o melhor deles. Às vezes eu penso em um esquema e o atleta não se sente à vontade, então, tem que a haver esse diálogo, e aconteceu, principalmente com quem vai entrar”, relata Foiani.

Sobre o adversário, Foiani sabe que será uma partida difícil, já que o Cianorte joga em casa com a necessidade de vencer para tentar a recuperação no Campeonato. “A questão de conhecer o adversário é uma vantagem, mas cada jogo envolve muita coisa, nesse momento eles têm a necessidade imensa de vencer, a equipe deles pode ter algumas alterações, a minha vai ter, então, cada partida é uma história”, comenta.

Apesar de dizer que pensa no adversário ele relatou que a conversa foi para motivar os jogadores. “Eles jogaram três e não tem nenhum ponto, eles têm responsabilidade, mas ao mesmo tempo não tem. Perder de um, de cinco ou vencer, para eles tanto vai fazer. A minha preocupação é com minha equipe, dar confiança para eles e deixar um posicionamento, para ir mentalizando, para que domingo eles possam estar preparados”, expõe Foiani.

Classificação:
Arapongas 6
Operário 6
Toledo 6
Cianorte 0

Por Rafaela Serrato (Diário dos Campos – 30/03/2014).

Uma resposta a Diário dos Campos: Operário enfrenta o lanterna mais uma vez