Após o empate na partida contra o J. Malucelli o Operário não conseguiu a classificação para a próxima fase e briga por uma, das duas vagas no paranaense do ano que vem

Fantasma não consegue a classificação e no próximo domingo começa a disputa do torneio da morte

Fantasma não consegue a classificação e no próximo domingo começa a disputa do torneio da morte

O Operário empatou pela sétima vez no Campeonato Paranaense, agora contra o J.Malucelli, a partida terminou em 1 a 1. Com isso o Operário fica no grupo descenso e vai disputar o ‘torneio da morte’ junto com o Cianorte, Toledo e Arapongas. Com todos o Operário não saiu do empate ( 1 a 1 na partida contra Cianorte e Toledo e 2 a 2 na partida do Arapongas). O primeiro adversário do Fantasma é o Arapongas, no próximo domingo.

Após a partida concederam entrevista coletiva o técnico Gilberto Pereira e o presidente do clube Laurival Pontarollo. O técnico comenta que essa semana é preciso fazer um resgate dos jogadores e da comissão técnica e diz que a equipe não vai se entregar. “Estamos em igualdade de condições com todas as equipes eu não vou entregar nunca. Primeiro ponto é digerir esse momento ruim, juntar tudo aquilo que fez de bom, fazer com que a equipe entenda o que é estar disputando o torneio da morte que é muito perigoso”, relata Gilberto.

Gilberto lamentou a situação que a equipe terminou a primeira fase do campeonato e reconhece que o excesso de empates prejudicou a equipe. “Nós não queríamos, faltou para nós um maior rendimento, perdemos somente duas partidas, mas empatamos demais, isso foi diferencial, equipe que empata demais fica perigoso”, disse. Agora o Operário precisa da recuperação para se manter na primeira divisão do paranaense. “Precisamos corrigir coisas internamente muito rápido, porque luta e falta de empenho não foi, mas se faltou todos nós somos culpados”, expôs o técnico.

O técnico relatou que agora tem que buscar algo diferente nas partidas. “Agora nós temos que fazer algo diferente, sabemos que tivemos situações muito aquém do esperado. Todo mundo é culpado nisso. Todos vieram para cá com a marca do que fez na outra equipe queríamos fazer algo diferente, mas infelizmente não aconteceu. Vamos digerir bem e fazer esse trabalho para tirar essa situação”, explicou o técnico.

O presidente do clube comentou que está apreensivo com a situação do Operário e depois da partida conversou com os jogadores e pediu o empenho deles nessa nova fase. “Eu estou muito preocupado, como eu falei para eles, precisamos de vocês agora, temos uma batalha pela frente, eu tenho que pensar em ficar na primeira divisão, o Operário não merece a segunda” comentou Pontarollo.

Em relação à partida, para o técnico, na partida faltou o grupo se impor dentro de campo. “A equipe teve muito assustada quando soube do gol do Londrina e se abateu muito, infelizmente nós tentamos vedar isso demais e não conseguimos moralmente a equipe baixou e os jogadores não conseguiram se impor. Nós ficamos abatidos pelos outros resultados, mas isso não tira a falta de criatividade que nós tivemos aqui”, relatou o técnico.

Quem abriu o placar foi Baiano do J.Malucelli, que marcou no final do primeiro tempo, o gol do Fantasma veio aos 38 do segundo tempo, de pênalti, dos pés de Sandro.

Descenso será em turno e returno
A disputa para o Operário agora segue em pontos corridos, no ‘torneio da morte’, todas as equipes entram zeradas. Os dois times, que durante as seis rodadas, fizerem o menor número de pontos serão rebaixadas e em 2015 disputarão a segunda divisão do Campeonato Paranaense. Na primeira rodada jogam: Cianorte contra Toledo e Operário enfrentando o Arapongas.

Já para os que passaram para a segunda fase do campeonato se enfrentam no sistema de mata-mata. As quartas de final serão divididas em quatro grupos que foram divididos de acordo com a classificação. Na primeira rodada o Atlético Paranaense enfrenta o Paraná, o Rio Branco pega o Coritiba, o Maringá o Prudentópolis e o J.Malucelli o Londrina.

Classificação
Paraná Clube 18
Coritiba 18
Maringá 17
Londrina 16
J.Malucelli 16
Prudentópolis 16
Rio Branco 16
Atlético 15

‘grupo da morte’
Cianorte 14
Operário 13
Arapongas 11
Toledo 5

Uma resposta a Diário dos Campos: Operário empata e acaba no ‘grupo da morte’