Em nota divulgada no site do Operário, a diretoria do Operário esclarece a declaração dada pelo presidente Laurival Pontarollo e sobre a saída do gerente-geral, Jorge Nunes:

“Em virtude de algumas informações divulgadas pela imprensa no últimos dias e interpretadas equivocadamente por terceiros, o Operário Ferroviário vem, através de nota oficial, esclarecer algumas situações.

Inicialmente salientamos que Laurival Pontarollo não irá abandonar o cargo de presidente. No final de 2012 o mandatário aceitou o desafio de gerenciar um clube de enorme expressão como o Operário Ferroviário e cumprirá a decisão tomada até o fim do mandato.

Após a declaração da última sexta-feira, 24 de fevereiro de 2014, onde afirmou não se candidatar para a reeleição – independente do resultado final do Fantasma de Vila Oficinas na temporada 2014 – alguns interpretaram a afirmação como se o presidente estivesse deixando o cargo máximo do clube.

Pontarollo reitera a decisão de permanecer na diretoria até o fim do mandato e, na sequência, ajudar o próximo mandatário com tudo aquilo que julgar necessário para que o Operário Ferroviário continue avançando.

O Operário Ferroviário Esporte Clube também informa, a quem possa interessar, que Jorge Nunes não é mais o gerente-geral do clube. O desligamento do diretor aconteceu na última sexta-feira, 24 de fevereiro de 2013. Nunes conversou com o presidente Laurival Pontarollo e, por vontade própria, deixou o cargo.

A diretoria deseja, juntamente com todos os jogadores, comissão técnica e demais envolvidos com a equipe, muita sorte ao, agora, ex-gerente em sua nova caminhada e espera que seus planos continuem dando certo. O Operário Ferroviário será eternamente grato a Jorge Nunes pelos quase cinco meses em que prestou serviços à equipe.

O Operário Ferroviário ainda não definiu quem será o próximo gerente-geral do time, mas anunciará o mais breve possível, assim que for decidido. Sem mais para o momento, nos colocamos a disposição para eventuais dúvidas e esclarecimentos”, diz a nota.

Da Redação (Diário dos Campos – 24/02/2014).

Os comentários estão encerrados.