Após pedir dispensa do Operário o zagueiro Itallo deve jogar em uma equipe chinesa, já Ícaro tem baixa temporária e deve voltar na oitava rodada

No treino de ontem, Gilberto escalou Batatinha e Andrezinho (foto) como atacantes Foto: Rodrigo Covolan

No treino de ontem, Gilberto escalou Batatinha e Andrezinho (foto) como atacantes
Foto: Rodrigo Covolan

O Operário tem duas baixas na equipe, uma com a saída do zagueiro Itallo, que pediu rescisão de contrato na manhã de ontem e outra temporária do atacante Ícaro, que sofreu uma lesão no treino da última sexta-feira(7).

Itallo deve ir para Chengdu Blades, time da segunda divisão do futebol chinês. O atleta apareceu no clube na manhã de ontem, juntamente com seu empresário Alexandre Luz e se reuniu com o presidente do clube, Laurival Pontarollo, para negociar uma rescisão de contrato. À tarde Pontarollo anunciou a liberação do jogador. O Operário não revelou o valor da negociação, mas assegura que as duas partes ficaram satisfeitas com o que foi decidido. Na tarde de ontem, Gilberto Pereira treinou com os zagueiros Vitor Hugo e Basso.

Já Ícaro deve voltar a jogar na oitava rodada do campeonato. Segundo informações da assessoria do clube, o exame quem ele fez na terça-feira acusou um micro rompimento no músculo, o que deixa o jogador fora das partidas contra o Arapongas neste domingo e contra o Prudentópolis na próxima quarta-feira.

Segundo o médico do clube, José Augusto Bach, Ícaro já começou o tratamento e não tem previsão para a volta. “Ele apresentou essa lesão muscular, está impossibilitado de disputar essa partida de domingo e a de quarta-feira. Não tem muita previsão para a volta, teremos que fazer uma análise da evolução do tratamento para depois liberar o jogador”, conta o médico.

No treinamento de ontem o técnico Gilberto Pereira, que tinha colocado Telê no lugar de Ícaro, deixou o jogador na equipe reserva, e deixou no ataque Lucas Batatinha, Andrezinho.

Campanha alvinegra
Os torcedores da organizada Trem Fantasma estão fazendo uma campanha para que os torcedores que vão ao estádio acompanhar o Operário não usem camisas de outras equipes.

Alexandre Hornung, diretor da torcida Trem Fantasma, conta que eles colocaram uma faixa e irão distribuir panfletos falando sobre a campanha. “O que queremos é impor uma identidade para o clube, muitos vão com camisas de times do Rio e de São Paulo, por mais que não sejam concorrentes diretos do Operário, consideremos uma falta de respeito. Queremos o Germano Krüger bonito, todo preto e branco”, conta Alexandre.

Ele diz que a torcida já encaminhou uma carta solicitando que o clube proíba a entrada com camisas de outras equipes, assim como já aconteceu no Estádio do Café, em Londrina.

Por Rafaela Serrato (Diário dos Campos – 13/02/2014).

Uma resposta a Diário dos Campos: Fantasma tem duas baixas