Na partida entre Operário e Arapongas o Fantasma saiu com a vitória, no jogo Paulo Foiani entrou para comandar a equipe ainda no primeiro tempo

Vitor foi autor do gol da vitória do Operário em cima do Arapongas Foto: Fábio Matavelli

Vitor foi autor do gol da vitória do Operário em cima do Arapongas
Foto: Fábio Matavelli

O Operário venceu a primeira do ‘torneio da morte’, Vitor marcou no final do primeiro tempo, a equipe conseguiu segurar o resultado com um jogador a menos e o placar terminou em 1 a 0 para o Fantasma contra o Arapongas. A partida começou com Jackson Schwengber, preparador físico, como técnico, mas no decorrer do jogo, Paulo Foiani, que assistia da arquibancada coberta, entrou em campo e assumiu o comando.

Durante a entrevista coletiva após a partida, Foiani explicou que entrou na partida, pois a comunicação com a comissão técnica foi cortada. “Eu estava com um telefone no banco, e eu acho que o quarto árbitro viu, cortou minha comunicação. Eu estava vendo os erros e não tinha como passar para o Jackson, então, imediatamente eu desci e por isso que eu tomei atitude de entrar em campo”, explicou Paulo.

Na próxima partida o Operário enfrenta o Toledo, no domingo, dia 26, fora de casa. Uma equipe que Foiani conhece e que também saiu na frente, após vencer por 1 a 0 o Cianorte. “Toledo está vindo de uma grande vitória fora de casa, eu conheço 100% do elenco e lógico que eles estarão motivados para a partida. Mas eu vejo que o mais importante é a gente ir para lá e não perder, pontuar fora de casa. Demos um passo bem-dado, e dentro de casa, resgatar esse carinho do torcedor, que sofreu muito”, disse o técnico.

Ele comentou que quer analisar vídeos e ver como foi o Toledo frente ao Cianorte, para poder trabalhar com o plantel do Operário focando esse adversário. “Na terça-feira o trabalho é do Marquinhos (preparador físico ) com a força muscular, na quarta entrar com o meu, na quinta e na sexta começar com a preparação visando o jogo. Eu conheço os jogadores (do Toledo), mas eu tenho que ver a formação e atitude que eles tiveram no jogo contra o Cianorte, para dai sim, trabalhar com o Operário”, relatou o técnico.

Em relação ao time, Paulo Foiani comentou que tem confiança total na equipe e o trabalho que será focado em vitórias para evitar o rebaixamento. “O mínimo que tem que ser feito é manter o Operário na primeira divisão de 2015. Eu sou só uma peça para poder ajudar essa engrenagem a funcionar um pouco melhor. Meu trabalho com eles foi muito mais em diálogo”, expôs Foiani.

Vitor garante vitória do Fantasma
No último domingo (16), 1219 torcedores acreditaram, foram até o Germano Krüger e testemunharam a vitória do Operário em cima do Arapongas. O gol veio dos pés do zagueiro Vitor, aos 39 minutos do primeiro tempo.

No segundo tempo da partida, após para um contra-ataque do adversário Correia leva o segundo cartão e é expulso, o Fantasma fica com um a menos. Telê sofreu falta dentro da área e Sandro cobrou, mas não consegui marcar, mesmo com isso o Operário conseguiu manter o resultado e conquistar os três pontos.

Durante a coletiva o atacante Telê comentou que o que faltava para os jogadores era motivação para a vitória. “Futebol exige motivação, você já tem que ir treinar motivado, então para um jogo você tem que ter mais ainda e estamos. Sabemos da qualidade que a gente tem e vamos impor nosso melhor. Infelizmente o resultado não vinha, hoje veio, pude participar bem. Agora é dar sequência no trabalho e a gente vai sair dessa situação” disse o jogador.

Por Rafaela Serrato (Diário dos Campos – 18/03/2014).

Uma resposta a Diário dos Campos: Estreia surpresa de Paulo Foiani no Operário