Alvinegro não perde há cinco partidas e precisa “secar” rivais na reta final do estadual. Principal adversário, J. Malucelli pode somar no máximo três pontos em quatro jogos

Com a vitória de 2 a 0 sobre o J. Malucelli no último final de semana, o Operário Ferroviário segue o sonho de retornar à Série D do Campeonato Brasileiro, competição que disputou em 2010 e 2011. A missão alvinegra não é nada simples, já que depende de tropeços rivais nas quatro últimas rodadas do Campeonato Paranaense. Porém, o Fantasma segue com chances tanto na classificação geral do estadual, ocupando a sexta colocação (24 pontos), quanto na tabela do segundo turno, na qual aparece com a quarta melhor campanha (12 pontos).

Apesar das duas brigas estabelecerem objetivos semelhantes, as contas operarianas são diferentes. Na classificação geral, a equipe alvinegra trava uma disputa particular com o J. Malucelli. Nesse caso, uma diferença de oito pontos precisa ser descontada. Assim, o clube de Curitiba pode somar no máximo três pontos em quatro jogos (Paraná, Atlético, Londrina e Toledo). Marcando esses três pontos, o ‘Jotinha’ obriga o Operário a vencer todas as partidas restantes (Londrina, Nacional, Toledo e Atlético). Se triunfar em três jogos e empatar um na reta final, o Fantasma precisará que o J. Malucelli marque no máximo um ponto.

Por Felipe Gustavo (JMNes – 03/04/2013).

Os comentários estão encerrados.