Após semana cheia, Operário quer repetir sequência de bons resultados como em 2012, após um triunfo sobre o Porco

A partir de agora, é repetir a história de 2012. Depois de uma semana cheia para treinamentos, o Operário Ferroviário está pronto para encarar o Toledo, às 16 horas deste domingo, pela 10ª rodada do Campeonato Paranaense. E a esperança em Vila Oficinas está no retrospecto: na temporada passada, o time teve apenas uma derrota no Estadual após a mudança do calendário do torneio, com os jogos sendo realizados apenas aos domingos. Para o mais supersticioso, a sequência vitoriosa naquela oportunidade começou justamente com uma vitória por 2 a 0 sobre o Porco, no Estádio Germano Krüger, na 13ª rodada do Paranaense.

Como se não bastasse as coincidências citadas, o filme também é repetido na rodada anterior das temporadas: em 2012, antes de jogar contra o Toledo em Ponta Grossa, o Fantasma havia vencido o Roma, em Apucarana, por 2 a 0, após o golpe sofrido pela eliminação da Copa do Brasil. Neste ano, o triunfo na rodada passada também foi fora de casa, por 1 a 0, sobre o Nacional – que corre sério risco de rebaixamento como o Roma de 2012. Mística à parte, o alvinegro vai a campo na tarde deste domingo precisando da vitória para não perder contato da zona de classificação para a Série D do Campeonato Brasileiro, e evitar que equipes como o próprio Toledo tirem o Operário da atual 6ª colocação.

E a principal mudança será no ataque. Com a confirmação da ausência de Paulo Sérgio no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, ficará a cargo do jovem Renatinho, 19 anos, vestir a camisa 9 do Fantasma. “Eu tenho seis atacantes e alguns não estão atravessando um momento bom. Nós vamos jogar com meninos de movimentação na frente, ou o Paulo Sérgio ou o Renatinho”, disse o técnico Lio Evaristo na sexta-feira, antes de saber se o jogador apresentado na terça-feira teria ou não condições de jogo. Estreante em jogos oficiais, Renatinho – que veio do Vitória (BA) – já marcou quatro gols em jogos-treinos com a camisa alvinegra.

Além de falar da alteração na frente, o comandante do alvinegro também explicou a permanência do volante Adoniran entre os titulares, mesmo com a volta de Jacio após cumprir suspensão automática. “É complicado ficar sem liderança em campo. Não é fora do campo, é dentro mesmo. Por isso a escolha pelo Adoniran em relação ao Jacio”, disse o técnico, lembrando que o capitão Neguete segue no Departamento Médico (DM). Com isso, Alex Moraes e Edimar repetem a dupla de zaga da vitória em Rolândia: o time não ficava um jogo sem sofrer gols desde o empate conta o Coritiba, na rodada de abertura do Estadual.

Mantido entre os titulares, Adoniran destaca a importância da tranquilidade na partida contra o Toledo, prevendo uma provável ‘retranca’ do time do oeste. “[A chave] é a paciência e a aplicação. Temos que transformar a paciência em virtudes. Estamos readquirido a confiança e bem tranquilos para conseguir o resultado positivo no domingo”, destaca o jogador que já vestiu a camisa do Santos. Quem também falou sobre a partida foi meia-atacante Sandro, que avaliou a semana de trabalho do alvinegro. “Foi uma semana bastante produtiva. Sabemos que temos um elenco de qualidade, que teve agora um tempo um pouco maior para certar alguns detalhes”, destacou o atual camisa 10 do Fantasma.

NO BANCO
Na manhã deste sábado, a assessoria de imprensa do Operário ratificou a informação dada na sexta-feira, de que o técnico Lio Evaristo estaria liberado para ficar no banco de reservas contra o Toledo. Ele ainda está suspenso, e quem comanda o time hoje é o auxiliar Paulo Foiani.

OPERÁRIO: Serginho (Silvio); Maicon Macedo, Alex Moraes, Edimar e Alex Cazumba; Adoniran, Patrick, Rone Dias e Sandro; Maicon Veiga e Renatinho – Técnico: Lio Evaristo

TOLEDO CW: Ney; Marcelo Guerreiro, Alcir, Glauco e Safira; Guego, Eurico, Thiago Almeida e Ferraz; Eduardo e Fernández Garcia – Técnico: Rogério Perrô

Arbitragem: Rogério Menon da Silva
Assistentes: Edina Alves Batista e Luiz Paulo Galli
Ingressos: R$ 20 (Geral) e R$ 50 (Superior)

Por Sebastião Neto (Diário dos Campos – 24/02/2013).

Os comentários estão encerrados.