Completando 101 anos nesta quarta-feira, Fantasma celebra – apesar de ‘acidentes’ – boa campanha no 2° turno do Campeonato Paranaense

No último jogo do Centenário, alvinegro goleou o Atlético por 4 a 1 no Germano Krüger Foto: Fabio Matavelli

No último jogo do Centenário, alvinegro goleou o Atlético por 4 a 1 no Germano Krüger
Foto: Fabio Matavelli

Quando chegou ao Operário Ferroviário, há quase dois meses, o técnico Paulo Turra falou muito sobre como tirar o Fantasma da parte debaixo da classificação do Campeonato Paranaense. Onze jogos depois, às vésperas de decidir o Troféu Campeão do Interior com o Londrina, o alvinegro tem como única lamentação não conquistar a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, o clube completa 101 de história, encerrando oficialmente seu centenário, e se vê como um dos destaques do 2° turno do Estadual.

“Antes de lamentar alguns resultados que não conquistamos neste 2° turno, temos que valorizar a recuperação deste time. Fizemos uma campanha de classificação para a Série D nestes onze jogos, e temos que dar os parabéns para este grupo de jogadores e a comissão técnica que trabalhou comigo”, disse Turra na entrevista coletiva após a vitória de 4 a 1 no domingo, diante do Atlético. Com 21 pontos, o Fantasma terminou o returno em 4° lugar, mesma pontuação do 3° colocado Coritiba e apenas cinco pontos abaixo dos campeões rubro-negros.

De quebra, o alvinegro teve o segundo melhor ataque e a segunda melhor defesa do returno, além do 3° melhor saldo de gols; tudo isso somado ao fato de que o time não foi derrotado por nenhum dos cinco primeiros colocados do Paranaense no 2° turno. Foram dois empates – Coritiba e Paraná, fora de casa – e três vitórias – J. Malucelli e Atlético, em casa, além do Londrina fora – diante das melhores equipes do Estado. Sem citar os tropeços sob o comando de Lio Evaristo, o principal ‘acidente’ do Fantasma foi a derrota diante do rebaixado Nacional, no Germano Krüger, por 1 a 0.

Aniversário
Em meio a semana de preparação para o primeiro jogo da decisão do Troféu do Interior com o Londrina, neste domingo, em Ponta Grossa, o alvinegro de Vila Oficinas comemora seus 101 anos com duas atividades nesta quarta-feira: uma delas é a tradicional ‘costelada’, que reúne os associados no almoço de 1° maio, na sede do clube; e a outra é um festival de futebol para meninos de 7 a 13 anos, que acontece a partir das 14 horas. A promoção do festival é do Fantasma em parceria com o curso de Educação Física da Faculdade Sant’Ana.

Com as ações de amanhã, o Operário fecha de forma oficial o ano do Centenário, que contou com atividades desde o início de 2012. “É um orgulho ser um dos presidentes do Centenário do Operário, sabendo que se trata do maior clube da nossa região e um dos maiores do Paraná. Ao mesmo, nossa responsabilidade aumenta a cada dia”, destaca o presidente Laurival Pontarollo, que aproveitou para parabenizar a torcida, jogadores e comissão técnica do clube pelo aniversário.

Por Sebastião Machado Neto (Diário dos Campos – 02/05/2013).

Uma resposta a Diário dos Campos: Palmas para o Operário Ferroviário