Fantasma inicia missão quase impossível em busca da Série D do Brasileirão com vitória importante sobre o J. Malucelli por 2 a 0, neste domingo; próximo desafio é o líder Londrina

Paulo Sérgio aproveitou o rebote do goleiro e marcou o primeiro do alvinegro sobre o Jotinha Foto: Fábio Matavelli

Paulo Sérgio aproveitou o rebote do goleiro e marcou o primeiro do alvinegro sobre o Jotinha
Foto: Fábio Matavelli

O Operário Ferroviário fez a sua parte, a rodada ajudou, e o Fantasma de Vila Oficinas segue vivo na briga pela conquista da vaga na Série D do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o time comandado por Paulo Turra venceu o J. Malucelli por 2 a 0 no Estádio Germano Krüger e diminuiu a diferença para o time de Curitiba na classificação acumulada do Campeonato Paranaense para oito pontos, faltando quatro rodadas para o fim do campeonato. De quebra, após a vitória pela 7ª rodada do 2° turno do Estadual, a diferença do alvinegro para o Londrina – líder do returno e próximo adversário da equipe princesina no domingo – caiu para sete pontos.

E o time de Vila Oficinas entra em sua primeira ‘semana cheia’ sob o comando de Paulo Turra com muita motivação para fazer o clássico do interior contra o Tubarão. O confronto entre líder e 4° colocado do returno, que será decisivo para as pretensões do Operário no Paranaense, acontece no Estádio do Café. “A gente está na briga sim. A diferença [para o J. Malucelli] está em oito pontos agora, precisamos fazer a nossa parte e dar uma secada neles”, disse o atacante Paulo Sérgio, autor do primeiro do Fantasma contra o Jotinha, aos 40 minutos do 1° tempo.

Antes da rede balançar em Ponta Grossa, o lateral Correia – do Operário – e o atacante Potita – artilheiro do J. Malucelli – foram expulsos pelo árbitro Nilo Neves de Souza Junior. Sem seu principal atacante, a equipe visitante pouco assustou o goleiro Silvio e viu o Fantasma dobrar a vantagem aos sete minutos da etapa final, com o gol de Rone Dias, após jogada coletiva dos ponta-grossenses. “É muito bom para um meia fazer gols e criar chances para os companheiros. Estou conseguindo fazer isso no Operário e estou muito feliz”, disse o artilheiro do Operário do Estadual com cinco gols ao lado de Maicon Veiga.

“Acredito que tenha sido nossa melhor partida em casa. O Jota é uma equipe do nosso nível e que é muito traiçoeira. Conseguimos anular eles e sair bem com a bola para o jogo”, availou o técnico Paulo Turra na entrevista coletiva ao final do duelo no Germano Krüger. O comandante também destacou a importância da semana de treinos para o clássico contra o alviceleste na casa do adversário. “É importante a semana cheia para a gente, para que a gente tenha um cuidado um pouco maior com os jogadores tem algum problema e também para trabalhar um pouco mais a parte tática”, completa.

Ataque
Com uma média de dois gols por partida no 2° turno do Campeonato Paranaense (14 no total), o Operário fechou a 7ª rodada com o melhor ataque do returno ao lado do Coritiba. Os jogos que mais colaboraram para os bons números do Fantasma na parte ofensiva foram as vitórias contra Paranavaí e Cianorte, ambas por 3 a 0, e a boa fase do atacante Maicon Veiga, que fez quatro gols nas últimas cinco partidas que disputou.

DESFALQUES
O técnico Paulo Turra já tem dois desfalques certos para o jogo contra o Londrina: além do suspenso Correia, Alex Cazumba levou o terceiro cartão amarelo contra o Jotinha e também fica fora do ‘clássico caipira’ no Estádio do Café.

Por Sebastião Machado Neto (Diário dos Campos – 02/04/2013).

Uma resposta a Diário dos Campos: Operário vence e respira na luta pela Série D