Empate em 1 a 1 contra o Paranavaí fora de casa é o terceiro em três jogos no estadual; time tem nova chance nesta quarta-feira, contra o Cianorte, em Ponta Grossa

Operário Ferroviário foi melhor no primeiro tempo, mas sofreu o empate nos minutos finais Foto: Fabiano Fracarolli

Operário Ferroviário foi melhor no primeiro tempo, mas sofreu o empate nos minutos finais
Foto: Fabiano Fracarolli

Faltou pouco para o Operário Ferroviário conquistar a primeira vitória no Campeonato Paranaense 2013. Neste domingo, em jogo válido pela 3ª rodada do estadual, o Fantasma de Vila Oficinas foi até Paranavaí e ficou no empate em 1 a 1 com os donos da casa, caindo para a 7ª colocação do estadual. Apesar do gol marcado por Thiago Augusto na etapa inicial, o time de Ponta Grossa deu espaços ao ACP nos 30 minutos finais de partida e viu Alex Ricardo marcar o gol de empate do Vermelinho aos 35 minutos do 2° tempo. Com a nova igualdade – a terceira em três jogos, a chance do primeiro triunfo será amanhã, às 20h30, diante do Cianorte no Estádio Germano Krüger.

“Temos que levantar a cabeça, trabalhar. Nosso time tem condições de brigar na parte de cima da tabela”, disse o técnico Lio Evaristo, na entrevista coletiva após o jogo no Estádio Valdomiro Wagner. O comandante destacou ainda que o alvinegro empatou “para ele mesmo”, se referindo à grande quantidade de oportunidades criadas durante o 1° tempo. “Tivemos algumas falhas que não condizem com a qualidade do nosso time”, completa Lio, ao falar sobre a pressão exercida pelo ACP principalmente na metade final do 2° tempo.

Para o jogo diante do Cianorte – que ainda não pontuou no torneio e sequer marcou gol no estadual, o Operário terá o desfalque do zagueiro Alex Moraes, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. “Não vejo muito problema. Nosso grupo é grande e está preparado para suprir as ausências”, explica o comandante. Duas possibilidades são prováveis para a montagem da equipe: a primeira é a entrada de Almir Dias, reserva natural de Alex, no time titular. Já a outra opção é deslocar Edimar, que é zagueiro de origem, de volta à sua posição original, enquanto Jacio e Patrick brigariam pela vaga entre os titulares.

Quem deve ser mantido na equipe é Thiago Augusto, que marcou seu primeiro gol com a camisa do Fantasma, mas lamentou o terceiro empate consecutivo do time ponta-grossense. “Quando ganha, ganha todo mundo, e quando perde, perde todo mundo também. Infelizmente, levamos o gol no final e agora precisamos vencer na quarta”, avalia o camisa 9, que fez mais uma vez dupla com João Paulo no ataque do Operário.

Treinos

Na tarde de ontem, o grupo alvinegro se reapresentou já pensando no duelo contra o lanterna do Paranaense. Enquanto os jogadores que atuaram em Paranavaí fizeram trabalho regenerativo no Estádio Germano Krüger, o restante do elenco fez trabalho tático na UTFPR. A novidade vai ficar por conta do trabalho desta terça-feira, que será feito no período noturno. O último trabalho tático antes da partida contra o Cianorte vai ser às 19 horas no Estádio Germano Krüger.

Londrina atropela Nacional e segue líder
Como se não bastasse a ausência de vitórias do Operário, o principal rival da equipe no interior paranaense está com um sorriso estampado no rosto. O Londrina venceu a terceira partida no Campeonato Paranaense neste domingo ao golear o Nacional de Rolândia no Estádio do Café por 4 a 0, e é única equipe 100% de aproveitamento no estadual. Líder após três rodadas, o Tubarão também tem o melhor ataque do torneio com 14 gols marcados e o artilheiro do Paranaense: Celsinho, com cinco gols, é o principal destaque do time comandado por Cláudio Tencati.

Nos outros jogos da rodada, destaque para a vitória do Paraná Clube no clássico diante do Atlético no Eco-Estádio Janguito Malucelli por 1 a 0. O zagueiro Anderson marcou o único gol da partida, e manteve o Tricolor como um dos invictos do torneio ao lado do líder Londrina, do Coritiba – que venceu o Cianorte por 2 a 0 na casa do adversário – e do próprio Operário Ferroviário. Outra estatística positiva do Fantasma é na defesa, um das três menos vazadas do campeonato, atrás apenas do Paraná Clube e do Coritiba. (S.N.)

Por Sebastião Neto (Diário dos Campos – 29/01/2013)

Uma resposta a Diário dos Campos: Operário vacila e adia primeira vitória