Ainda sonhando com a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro e buscando se livrar em definitivo da possibilidade de rebaixamento à Divisão de Acesso, o Operário Ferroviário busca a segunda vitória seguida no Campeonato Paranaense na noite desta quarta-feira, às 20h30, no Estádio Albino Turbay, diante do Cianorte. Na 7ª colocação da classificação acumulada com 16 pontos e em 6° na tábua do returno com quatro, o Fantasma de Vila Oficinas quer, pela primeira vez no Estadual desta temporada, conquistar dois triunfos consecutivos.

O duelo, válido pela 4ª rodada do 2° turno do Paranaense, será o reencontro do técnico Paulo Turra com o Cianorte – time que ele comandava desde a temporada passada – após a sua saída da equipe na metade do 1° turno do Estadual. E o comandante do alvinegro de Ponta Grossa viajou para o Norte do Estado com algumas dúvidas para escalar o time: no último trabalho do time antes do embarque para Cianorte, na manhã de ontem, Turra seguia com pelo menos três indefinições para a equipe titular.

Na lateral-direita, Maicon Macedo segue lesionado e deve dar mais uma vez lugar para Felipe Correia, mas a situação ainda não é confirmada para o duelo de logo mais. Já no meio-campo, o volante Jacio foi poupado da atividade no Estádio Germano Krüger e está em tratamento intensivo para ganhar condições de jogo. “Acredito que ele [Jacio] jogue. Ainda não penso na possibilidade dele não jogar, mas caso precise, temos o Batista e o Sidney que estão em condições”, explicou o comandante, que deve optar por jogar com três volantes diante do Leão do Vale.

Com isso, um dos meias ofensivos – Rone Dias ou Sandro – que começaram jogando a partida contra o Paranavaí irá para o banco de reservas, pois Maicon Veiga e Reinaldo Mineiro são presenças quase que garantidas no ataque do Operário. “Sabemos que será um jogo onde a atenção é fundamental. Eles também precisam do resultado e nós vamos tentar fazer um grande jogo para conquistar mais uma vitória”, avalia Paulo Turra. Retorno garantido no alvinegro é do lateral-esquerdo Alex Cazumba, que cumpriu suspensão no domingo e volta ao time no duelo na Capital do Vestuário.

Se vencer o Cianorte, o Operário conta com uma derrota do J. Malucelli diante do Coritiba – em duelo que acontece ás 19h30 no Janguito Malucelli – para diminuir a diferença para a zona de classificação à Série D a sete pontos, apostando no confronto direto contra o time do Parque Barigui na 6ª rodada no Estádio Germano Krüger. Por outro lado, uma derrota no Norte e um triunfo do Rio Branco sobre o Nacional no Gigante do Itiberê deixaria o alvinegro a apenas dois pontos da zona de rebaixamento.

Vitórias
Com três vitórias e sete empates no Campeonato Paranaense em 2013, o Fantasma não sabe o que é vencer duas partidas seguidas no Estadual há quase um ano. A última vez que isso aconteceu foi nos dias 11, 18 e 25 de março de 2012, nos jogos diante de Roma (2×0) no Bom Jesus da Lapa, Toledo (2×0) e Rio Branco (4×0) no Germano Krüger. A sequência de resultados positivos foi quebrada, naquela oportunidade, justamente na última partida entre Cianorte e Operário no Albino Turbay: no dia 28 de março, os dois clubes ficaram no 0 a 0 no Norte do Estado. Já no 1° turno do Paranaense 2013, o alvinegro venceu os cianortenses por 2 a 1 no Estádio Germano Krüger.

FICHA TÉCNICA
OPERÁRIO FERROVIÁRIO: Silvio; Correia, Alex Moraes, Edimar e Alex Cazumba; Jacio (Batista), Sidney, Patrick e Rone Dias (Sandro); Maicon Veiga e Reinaldo Mineiro – Técnico: Paulo Turra
CIANORTE: Paes; Lisa, Tairone, Maurício e Digão; Jovane, Paulinho, Juliano e Thiago Ferreira; Diego Dedoné (Eydison) e Ícaro – Técnico: Bagé

Arbitragem: Leandro Júnior Hermes
Assistentes: Marcos Rogério da Silva e Weslley Gomes da Silva
Estádio: Albino Turbay – Data: 20/03 – Horário: 20h30
Ingressos: R$ 20 (visitantes)

Por Sebastião Machado Neto (Diário dos Campos – 20/03/2013).

Os comentários estão encerrados.