Fantasma de Vila Oficinas encara a equipe de Paranaguá neste domingo, às 17 horas, na casa do adversário; forte calor, com previsão de 29 graus, é preocupação do elenco alvinegro

Lio Evaristo destaca confiança no grupo alvinegro para conquistar segunda vitória no estadual Foto: Fabio Matavelli

Lio Evaristo destaca confiança no grupo alvinegro para conquistar segunda vitória no estadual
Foto: Fabio Matavelli

Para embalar de vez no Campeonato Paranaense. Este é o pensamento do invicto Operário Ferroviário que vai enfrentar o Rio Branco de Paranaguá, neste domingo, às 17 horas, no Estádio Fernando Charbub Farah (Gigante do Itiberê). O time, que viajou ontem para o litoral do Estado, quer aproveitar a vitória diante do Cianorte, na quarta-feira, para ganhar confiança no torneio e se aproximar dos líderes Coritiba, Paraná Clube (10 pontos) e Londrina (9 pontos). A partida é válida pela 5ª rodada do estadual e coloca frente a frente 5° e 7° colocados da competição.

“Será um jogo difícil, com muito calor e o campo pesado. Precisamos trabalhar bolas curtas, controlar o preparo físico e não cometer os erros do jogo em Paranavaí”, avaliou o técnico Lio Evaristo. A preocupação do comandante se justifica pela queda de rendimento da equipe no jogo do último domingo, no noroeste paranaense, quando o Fantasma cedeu o empate ao Atlético Paranavaí em jogo realizado também sob forte calor. Na sexta-feira, o time treinou no Estádio Centenário em temperatura próxima aos 30 graus.

Sobre a montagem da equipe, o técnico não descartou mudanças por causa do clima quente no Litoral, que apesar da preocupação alvinegra, pode não ser problemático. Isso porque segundo o Serviço de Meteorologia do Paraná (Simepar), a previsão para a tarde de hoje em Paranaguá é de máxima de ‘apenas’ 29 graus, com clima parcialmente nublado e pancadas de chuva a tarde, horário do duelo entre Leão e Fantasma. Entre as dúvidas no time titular, estão a montagem do ataque – com um ou dois atacantes – e a presença de Edimar, que atuou como zagueiro no lugar de Alex Moraes (suspenso) na partida contra o Cianorte.

“Temos muitas alternativas, tem João Paulo, o Thiago, o Edimar que foi bem na zaga e o Batista que se apresentou bem como volante”, explica Lio Evaristo. Na sexta, o Fantasma treinou com 14 jogadores na equipe titular, deixando pelo menos três dúvidas para o duelo em Paranaguá. O principal desfalque do grupo é o meio-campo Edson Grilo, que segue em observação pelo Departamento Médico do clube. “No decorrer do tempo, o desempenho individual vai melhorar e a equipe como um todo também vai melhorar”, aponta o meia-atacante Sandro, sobre o entrosamento da equipe, que se reforça ao longo das partidas pelo estadual.

Antes da partida de hoje, o Operário realizou trabalho tático na manhã de ontem no Estádio Germano Krüger e depois seguiu para Paranaguá, onde fica concentrado para o duelo de logo mais.

CENTENÁRIOS
Operário Ferroviário e Rio Branco são o segundo e o terceiro clubes mais antigos do Paraná em atividade, respectivamente. Enquanto o Fantasma completou 100 anos em maio do ano passado, o Leão da Estradinha celebra o centenário nesta temporada. O clube mais antigo do Estado é o Coritiba, fundado em 1909.

FICHA TÉCNICA
RIO BRANCO: Café, Higor Gaúcho, Valdir, Grafite e Fábio Alves; Duda, Rafael Muçamba, Renan Meduna e Renan Tavares; Marcelo Tamandaré e Bahia – Técnico: Amauri Knevitz
OPERÁRIO: Silvio, Correia, Alex Moraes, Neguete e Alex Cazumba; Edimar (Batista), Sidnei, Rone Dias e Cacá; Sandro (Thiago Augusto) e João Paulo – Técnico: Lio Evaristo

Arbitragem: Selmo Pedro dos Anjos Neto
Assistentes: Daniel Cotrim de Carvalho e Fabrício da Silva Martins
Estádio: Fernando Farah (Gigante do Itiberê) – Data: 03/02 – Horário: 17 horas

Por Sebastião Neto (Diário dos Campos – 03/02/2013).

Uma resposta a Diário dos Campos: Operário busca afirmação diante do Rio Branco