Em um gramado castigado pela chuva que caiu em Ponta Grossa, Operário empatou em 2 a 2 com o Rio Branco e vê Série D mais difícil

Durante os 90 minutos, o Fantasma parou na água e na boa marcação do Leão da Estradinha Foto: Fábil Matavelli

Durante os 90 minutos, o Fantasma parou na água e na boa marcação do Leão da Estradinha
Foto: Fábil Matavelli

O Operário Ferroviário não perdeu no placar, mas saiu derrotado em dose dupla neste domingo. Diante do Rio Branco, no Estádio Germano Krüger, o Fantasma de Vila Oficinas viu o time parnanguara empatar o jogo em 2 a 2 aos 50 minutos da etapa final, e deixar o alvinegro mais longe da Série D do Campeonato Brasileiro; de quebra, o atacante Reinaldo Mineiro rompeu os ligamentos do tornozelo esquerdo no início do 2° tempo e está fora do Estadual desta temporada. Tudo isso debaixo da chuva que não parou de cair em Ponta Grossa.

Mesmo com o campo castigado, o Operário conseguiu ficar duas vezes na frente do placar: primeiro com Maicon Veiga, aos 41 minutos do 1° tempo, e depois com Paulo Sérgio – que substituiu Reinaldo, aos 21 minutos da 2ª etapa. “A nossa equipe, na maior parte do tempo, esteve bem. Tanto que mesmo com as dificuldades do campo nós conseguimos fazer dois gols, inclusive os dois em jogadas bem trabalhadas”, destacou o técnico Paulo Turra, na entrevista coletiva ao final da partida no Germano Krüger.

Mas os pouco mais de 1,7 mil torcedores que encararam a chuva na casa alvinegra viram Rodrigo Jesus marcar duas vezes – aos 46′ do 1° tempo e aos 50′ da etapa final – e segurar o Fantasma na classificação do Paranaense. “Principalmente no final do jogo, o time deles abusou das bolas paradas e gente acabou falhando”, admite Turra. O empate com sabor de derrota deixa o time de Ponta Grossa nove pontos distante do J. Malucelli – segundo classificado à Série D – e sete do líder do returno, o Londrina, faltando seis rodadas para o fim do Estadual.

“Nós temos é que continuar trabalhando, lutar enquanto a gente tiver chance. Enquanto ela existir eu não vou pensar em outra coisa”, disse o técnico do Operário, destacando que não faltam exemplos de times que tinham apenas chances matemáticas e conquistaram seus objetivos em determinadas competições. E a chance da recuperação será contra o Paraná Clube, no Eco-Estádio Janguito Malucelli, na quinta-feira, em partida que acontece às 21 horas.

Reinaldo

Depois de ser atendido ainda em campo, o atacante Reinaldo Mineiro foi de ambulância até o Hospital Municipal, e lá foi constatada uma lesão na fíbula do atleta e o rompimento dos ligamentos do tornozelo esquerdo. Ainda nesta semana, o atacante – que marcou dois gols no Estadual – pode passar por cirurgia. “Venho aqui prestar minha solidariedade ao nosso atacante Reinaldo, que no jogo de ontem [domingo] sofreu uma lesão que o afastará por quatro meses dos gramados. Excelente atleta, excelente profissional e acima de tudo um grande ser humano”, disse o técnico Paulo Turra, em nota publicada no site oficial do clube na manhã desta segunda.

Por Sebastião Machado Neto (Diário dos Campos – 26/03/2013).

Uma resposta a Diário dos Campos: Chuva, dor e decepção em Vila Oficinas