No final da tarde de ontem (13), o diretor do Atlético Clube Paranavaí, Lourival Furquin, recebeu uma péssima notícia para a torcida do Vermelhinho. Ele entrou em contato com o presidente da comissão de vistoria da Federação Paranaense de Futebol, Reginaldo Cordeiro, e foi informado que o time perdeu o mando de campo para a abertura do Campeonato Paranaense 2012, no dia 22, contra o Operário de Ponta Grossa.

De acordo com o Diário do Noroeste, com esta decisão, o Paranavaí deverá jogar em um campo a 100 km da cidade, podendo ser Arapongas, Apucarana ou Londrina.  “Meu negócio é cuidar da formação da equipe para entrar em campo, o Reginaldo me avisou que a decisão é irreversível, devido a alguns laudos que chegaram incompletos e que não foram aprovados pelo Ministério Publico. Também a Polícia Militar não teria enviado o seu laudo” disse Furquin.

O diretor ainda lembrou que 20 anos no clube, ele nunca perdeu sequer um mando de jogo. “Vamos sentir muito e principalmente nosso torcedor que queria ver o Vermelhinho em jogo oficial” afirmou. A esperança é que as reformas no Estádio Waldemiro Wagner terminem a tempo do Paranavaí enfrentar o Coritiba dentro de casa, no dia 1º de fevereiro, na quarta rodada.

Com a perda do mando de campo, o Atlético Paranavaí deve ter um prejuízo de mais de R$ 30.000,00 nesta primeira rodada. Será preciso pagar o aluguel do campo, seguranças e demais estruturas para tornar viável a realização da partida contra o Operário.

Por Regina Ferreira (Redação em Campo – 14/1/2012).

Os comentários estão encerrados.