Um início desconfiante. Sistema defensivo confuso, erros de passe e posicionamento e o medo da proximidade da zona do rebaixamento cada vez mais real.

O ano do centenário começava como o torcedor do Operário não queria. Após duas campanhas de sucesso nos certames anteriores, com classificações para a Copa do Brasil e Brasileirão, em 2012 os objetivos pareciam distantes.

No entanto, o time acordou após as chegadas do técnico Lio Evaristo e de reforços experientes, como Neguete, Paulo Foiani e William. Aliás, despertou, também, depois das goleadas para Atlético-PR (5×0) e Juventude (4×0).

Um segundo turno sem espelhos com o primeiro. Luta pelo título e possível Série D. As metas não foram atingidas, porém a torcida voltou a ver novamente o Operário que estava acostumada. Ao fim do empate em casa com o Coritiba, em um dos melhores jogos do Estadual, aplausos aos jogadores alvinegros.

Contudo, a sintonia atingida pelo grupo se desfaz hoje com o último jogo do Paranaense. “Fica aquela ponta de frustração. De não chegarmos mais longe e desse grupo terminar. Agora cada um vai para um lado”, aponta o meia William.

Para o jogo de hoje diante do Corinthians-PR, o Operário não terá o goleiro Silvio, machucado, o zagueiro Renato Saldanha e o volante Patrick, suspensos, e também o técnico Lio Evaristo, condenado pela Justiça Desportiva a um jogo de suspensão.

A última partida oficial do Operário em 2013 acontece, justamente, dois dias antes do clube completar 100 anos de fundação. A festa do centenário atinge o auge nesta segunda e terça-feira com shows, foguetório, carreata e o clássico Operário e Guarani, o Ope-Guá, de masters.

FICHA TÉCNICA
OPERÁRIO X CORINTHIANS-PR

Operário: Filipe; Correia, Neguete, Henrique e George; Zé Leandro, William, Ceará e Maicon Veiga; Marcelinho e Baiano
Técnico: Lio Evaristo

Corinthians-PR: Colombo; Flávio, Seffrin, Alex Fraga; Willian Leandro, Welligton, Safira, Andrezinho e Digão; Marcelo e Bruno Batata
Técnico: Leandro Nieheus

Local: Estádio Germano Kruger
Data/horário: 29/04/12, às 16h
Árbitro: Luiz Alberto Alves de Abreu
Assistentes: Cacio Junior Quadrelli e Ericsander Agostini Duarte

Por Emmanuel Fornazari (Redação em Campo – 29/04/2012).

Uma resposta a Redação em Campo: Operário se despede do Paranaense dois dias antes de completar 100 anos