Quatro pontos em cinco jogos. Aproveitamento de 26%. Os números servem também para justificar a saída do técnico, Carlos Paiva, do comando do Operário Ferroviário Esporte Clube (OFEC). Para seu lugar, a diretoria agiu rápido e contratou Lio Evaristo, ex-Rio Branco.

O treinador foi apresentado na tarde de hoje no hotel Vila Velha, às 18h, logo após comandar seu primeiro treinamento a frente do Fantasma de Vila Oficinas.

“Fui contratado para chegar e resolver. Se eu perder também vou ser mandado embora”, enfatizou o novo comandante.

O técnico explica que para o jogo contra o Cianorte, na próxima quarta-feira, às 20h30, no estádio Germano Kruger, a principal mudança precisa vir na postura da equipe.

“O segredo é a vitória, não existe outra fórmula”, resumiu ao dizer que não deve propor mudanças drásticas na escalação.

Lio Evaristo conhece boa parte do elenco alvinegro e já trabalhou com Baiano, Ceará, George e Grilo. Segundo presidente, Carlos Roberto Iurk, Lio Evaristo já era sondado pelo Operário. “Era um treinador que estava na nossa lista se fosse necessária a mudança. Espero que tenhamos sucesso”, torce.

Saída confirmada

O meio-campista Élvis não faz mais parte do elenco operariano. A saída foi confirmada ontem à tarde. Segundo o diretor Maurício Barbosa o jogador está com problemas de saúde e não acertou com nenhum outro clube até o momento.

Por Emmanuel Fornazari (Redação em Campo – 6/2/2012).

2 respostas a Redação em Campo: Lio Evaristo assume Operário para reverter situação incômoda