“Estão ligando para os nossos jogadores no vestiário. O Ceará e o Ícaro”, denuncia o diretor de futebol do Operário Ferroviário Esporte Clube (OFEC), Maurício Barbosa. O dirigente se refere aos comandantes do
Londrina Esporte Clube (LEC).

“Eles levam o Serginho Paulista prometendo que fariam um amistoso aqui para que a renda fosse nossa. O jogador foi para lá. Acha que eles vão vir fazer o amistoso?”, questiona, em tom irônico.

O dirigente alvinegro cita outro exemplo. O volante, Rodrigo Ribeiro, foi demitido do Operário após o empresário do jogador exigir um aumento salarial, por causa de propostas do Londrina.

Londrina não desiste de contratar o meia Ceará - Foto: Site Oficial

Londrina não desiste de contratar o meia Ceará - Foto: Site Oficial

“Eles oferecem um alto salário só para inflacionar o mercado e para tentar desestabilizar outras equipes, tanto que o Serginho é reserva e estão querendo dispensar o Rodrigo”, detalha.

A possibilidade de Ceará e Ícaro deixarem o Operário são pequenas, segundo o diretor de futebol, Maurício Barbosa. “Eles estão com a gente. No caso do Ceará, ele tem muita gratidão por tudo que o clube ofereceu enquanto esteve machucado”.

Para Barbosa, não há problema em existir interesse em jogadores do Operário, porém, “as coisas precisam ser feitas da maneira correta, transparente, com conversas entre as diretorias”.

Por Emmanuel Fornazari (Redação em Campo – 4/1/2012).

Uma resposta a Redação em Campo: Diretor do Operário acusa Londrina de agir sem ética