Com a obrigação de melhorar consideravelmente no segundo turno do Paranaense, o Fantasma quer fazer do jogo contra o Corinthians-PR o início da recuperação no campeonato

Após cumprir suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo, o atacante Ícaro volta a comandar o sistema ofensivo do Operário ao lado de Ceará e Maiquinho - Foto: Christopher Eudes

Após cumprir suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo, o atacante Ícaro volta a comandar o sistema ofensivo do Operário ao lado de Ceará e Maiquinho - Foto: Christopher Eudes

A tarde deste domingo marca o fim do primeiro turno do Campeonato Paranaense de 2012. Uma primeira etapa para não ser lembrada pela diretoria, comissão técnica e jogadores do Operário Ferroviário Esporte Clube (OFEC), a não ser como base para que o segundo turno seja completamente diferente. Há um ano, no dia 27 de fevereiro, o Fantasma recebia o Corinthians-PR, mesmo adversário de hoje, para encerrar o turno do Paranaense 2011. Uma goleada retumbante por 4 a 1 com grande exibição de Cambará – hoje no Bragantino (SP) – deu ao Operário a segunda colocação do certame com 22 pontos. Agora, em 2012, contra o mesmo adversário, o máximo a ser atingido são 11 pontos e a sétima colocação, pouco para uma equipe que no ano centenário pretendia disputar o título da competição.

“Nós sabemos que não fizemos a campanha que queríamos, mas vamos melhorar. Estamos trabalhando para isso. Reforços vêm chegando para o segundo turno”, deposita esperança o diretor de futebol, Maurício Barbosa.

Por Emmanuel Fornazari (JMNews – 26/2/2012).

Os comentários estão encerrados.