Equipe de Ponta Grossa não impôs dificuldade alguma ao adversário. Resultado preocupa para estreia na Copa do Brasil contra o Juventude na quarta-feira

Foto: Fabio Matavelli

Foto: Fabio Matavelli

A reação que se esperava após a vitória contra o Paranavaí e a chegada de reforços acabou não se concretizando para o Operário Ferroviário. Além disso, prosternou de maneira vergonhosa com uma derrota por 5 a 0 para o Atlético-PR, em Curitiba, no Estádio Durival Britto e Silva, a Vila Capanema.

O Operário começou o jogo centrado, sem deixar o adversário se aproximar. No entanto, após os 20 min do primeiro tempo, os jogadores se perderam em campo, não respeitando o esquema tático e sem criatividade para gerar perigo ao goleiro do Atlético, Rodolfo.

Dos 32 aos 37 minutos da primeira etapa, o Furacão atropelou o Fantasma com três gols em erros defensivos do Operário. O alvinegro de Vila Oficinas não mostrou reação e ainda viu o time perder Ícaro e Rogério machucados. Filipe também seria substituído por contusão no segundo tempo.

Etapa esta que o Operário voltou mais desatento que a inicial. O placar chegou a 5 a 0 com o Atlético-PR administrando a partida e perdendo várias oportunidades de ampliar ainda mais o marcador.

A derrota melancólica acontece a três dias da estreia do Fantasma na Copa do Brasil contra o Juventude. Segundo o técnico, Lio Evaristo, o resultado não pode interferir na concentração do grupo. “Vamos conversar, escolher as melhores peças para realizar uma boa partida contra o Juventude. Está complicado. Foi vergonhoso para todos nós”, lamenta.

A partida do Operário contra o Juventude acontece na próxima quarta-feira (7) às 20h30 no Estádio Germano Kruger. Se perder por mais de dois gols de diferença, o Fantasma é eliminado na primeira partida e ainda fica só com 40% da renda. A participação é vista como uma alternativa para contornar os problemas financeiros do clube.

ATLÉTICO 5 X 0 OPERÁRIO

ATLÉTICO: Rodolfo; Adriano, Manoel, Bruno Costa e Héracles; Deivid (Paulo Baier), Renan Foguinho e Harrison; Marcinho, Bruno Mineiro (Guerrón) e Bruno Furlan (Léo).
Técnico: Juan Carrasco

OPERÁRIO: Filipe(Silvio), Rogerio(Saymon), Neguette, Henrique e George; Goiano, Marcelo Carvalho, Patrick e Ceará; William e Ícaro(Osmar).
Técnico: Lio Evaristo

Gols: Bruno Furlan aos 32, Harisson aos 34, e Marcinho aos 37 minutos do primeiro tempo, Guerrón aos 17 e Marciho 46 minutos do segundo tempo.

Por Emmanuel Fornazari (JMNews – 4/3/2012).

Uma resposta a JMNews: Operário dá vexame e leva cinco do Atlético-PR