Apesar de demonstrar mais empenho, Operário repete erros defensivos das últimas partidas e sai de campo derrotado mais uma vez

Apesar de demonstrar muito empenho na estreia do técnico Lio Evaristo, o Operário Ferroviário não resistiu ao Cianorte e perdeu mais uma partida no Paranaense 2012 – já são quatro derrotas no Estadual em seis partidas disputadas. Jogando no Germano Kruger, o Fantasma abriu o placar, viu o adversário virar o jogo ainda no primeiro tempo; conseguiu o empate na base da raça e acabou tomando um gol no final da partida, que terminou com o placar de 3 a 2 a favor o Leão do Vale.

O primeiro gol da partida foi marcado pelo atacante Baiano, que roubou a bola do defensor do Cianorte e mandou para o fundo das redes. Após o tento do Fantasma, o Leão do Vale começou a pressionar o alvinegro e conseguiu o empate aos 35. Mais uma vez o goleiro Gabriel saiu mal – o arqueiro acumula falhas em todos os compromissos oficias do Operário na temporada – e Valdir cabeceou sozinho para o fundo das redes. Cinco minutos depois, a bola chegou em Marquinhos, que girou em cima do defensor do Fantasma, e mandou para o gol. Era a virada do Cianorte, que teve chance de ampliar aos 44 com Henrique, que acertou a trave.

“P***. É uma sacanagem, não da pra tomar gol nessas bobeiras. Depois tem que ficar correndo atrás”, disse, aos microfones da Rádio Sant’Ana, um exaltado Marcelo Carvalho na saída para o vestiário. “Tem uns três jogadores que sentem a pressão de jogar no Operário”, relatou à Rádio Sant’Ana, o técnico Lio Evaristo, que revelou durante a semana que os atletas que não responderem sob seu comando terão que procurar outro clube.

Na volta do intervalo o comandante alvinegro realizou duas substituições. Sacou o goleiro Gabriel, que estava sendo vaiado pela torcida pela falha no lance que resultou no primeiro gol do Cianorte, para a entrada de Felipe e também colocou o meia Ceará na vaga do lateral Wellington Santos, deslocando o volante Patrick para a ala esquerda. Com a entrada de Ceará, o time ganhou mais qualidade no meio-campo e passou a pressionar o adversário, tanto que aos 16, o armador que entrou no intervalo chutou, a bola desviou na defesa e encobriu o goleiro Fabrício. Um minuto depois, o camisa 17 ainda teve a chance de desempatar, mas mandou para fora.

Depois do gol, o Fantasma passou a dominar o jogo e começou sufocar o Cianorte, mas esbarrava nas próprias deficiências, já que não conseguia construir jogadas ofensivas e as melhores oportunidades de gol foram em lances individuais, principalmente do avante Baiano e do armador Ceará, visivelmente sem ritmo de jogo. Aos 38, Baiano fez bela jogada e a bola passou rente ao poste esquerdo do gol do Cianorte. Quatro minutos depois o Fabrício, ex-Operário, fez uma defesa sensacional em chute de Patrick.

Apesar do domínio do Operário no segundo tempo, quem saiu de campo com a vitória foi o Cianorte, que mostrou o porquê está entre os primeiros colocados do Estadual. Aos 44, em bola esticada Fabinho ficou de frente para o goleiro Felipe, que mostrou segurança quando exigido no segundo tempo, e mandou a bola para o fundo das redes, decretando a quarta derrota do Fantasma e a quinta vitória do Cianorte no Paranaense.

Na próxima rodada do Estadual, o Fantasma – que caiu para nona colocação – tenta a reabilitação diante do Arapongas, que nesta rodada meteu 4 a 1 no Corinthians-PR. Já o Cianorte encara o Paranavaí, que venceu o Iraty pelo placar mínimo. As duas equipes jogam fora de casa.

Ficha Técnica
Operário

Gabriel (Felipe); Jefferson, Henrique, João Paulo e Wellington Sntos (Ceará); Zé Leandro, Marcelo Carvalho e Patrick; Marcelinho (Claudinho), Baiano e Ícaro. Técnico: Lio Evaristo

CianorteFabrício, Jackson (Alexandre), Ligger, Valdir e Gabinho; Amaral, Cleiton, Paulinho e Felipe Pinto (Jeandro); Henrique e Marquinhos (João Paulo). Técnico: Paulo Turra

Local: Germano Kruger
Horário: 20h30
Árbitro: Nilo Neves de Souza Junior

Público: 1.956 pagantes / 2.024 total
Renda: R$ 29.180

Cartões Amarelos: Zé Leandro e João Paulo, do Operário. Henrique, Cleiton, Jackson, João Paulo e Fabrício, do Cianorte.

Gols: Baiano aos 22 do primeiro tempo e Ceará aos 16 do segundo, pelo Operário. Valdir aos 35 e Marquinhos aos 40 do primeiro tempo; e Fabinho aos 44 do segundo tempo, pelo Cianorte.

Outros Resultados
Atlético-PR 4 x 0 Toledo
Arapongas 4 x 1 Corinthians-PR
Paranavaí 1 x 0 Iraty
Roma 3 x 2 Rio Branco
Operário 2 x 3 Cianorte

Por Michael Ferreira (JMNews – 9/2/2012).

Uma resposta a JMNews: Erros defensivos decretam mais uma derrota do Fantasma

  • João Pedro disse:

    o operario precisa de um zagueiro confiavel, um lateral, o ataque esta bom.