Superação. Esta foi a palavra mais ouvida nas declarações dos jogadores do Operário ao final da partida contra o Arapongas, realizada neste domingo, no Estádio dos Pássaros, na qual o Fantasma conquistou a sua segunda vitória no Campeonato Paranaense de 2012. O placar foi de 2 a 1 a favor da equipe de Ponta Grossa.

O Fantasma jogou praticamente 60 minutos com um jogador a menos. O lateral Jeferson foi expulso ainda aos 28 do primeiro tempo. O atacante Ícaro teve a chance de abrir o placar a favor dos ponta-grossenses, se convertesse o primeiro dos cinco pênaltis anotados pela arbitragem durante a partida. O goleiro do Arapongas defendeu a cobrança e deu moral para a sua equipe, que também de pênalti, abriu o placar com Edu Amparo, aos 29 minutos do jogo.

Quase no final do primeiro tempo, a equipe do Norte teve a chance de ampliar o placar em uma nova cobrança de penalidade. Mas foi a partir daí que começou a brilhar a estrela do arqueiro alvinegro, que realizou inúmeras defesas importantes ao longo da partida. Felipe defendeu a cobrança que garantiu a sobrevida do Fantasma no jogo.

Os gols do Operário também nasceram em penalidades máximas, sofridas pelo centroavante Ícaro e convertidas pelo goleador Baiano, que agora tem quatro tentos anotados na competição.

O próximo compromisso do Fantasma será em casa, no Estádio Germano Krüger, contra a equipe do Londrina. Os diretores e jogadores do Operário conclamam o apoio do torcedor para lotar o estádio e ajudar a time a garantir a continuidade da sequência de vitórias.

Por Marcos Silva (Diário dos Campos – 12/2/2012).

Os comentários estão encerrados.