Terminando o primeiro turno do Estadual em antepenúltimo lugar, alvinegro agora tem partida decisiva contra o Paranavaí, em casa, amanhã

O primeiro turno do Campeonato Paranaense terminou de forma menos pior para o Operário. O clube segue sem vencer – já são quatro partidas seguidas sem vitória no Estadual – mas ao menos conseguiu abrir mais um ponto de vantagem sobre a zona de rebaixamento.

Depois de arrancar um empate em 2 a 2 com o Corinthians-PR – com um jogador a menos e após estar perdendo por 2 a 0 – no último domingo (26), o tim ponta-grossense terá pela frente o Paranavaí, amanhã, em casa, em um jogo que reúne duas equipes que tentam fugir do rebaixamento no Paranaense 2012.

Para o treinador Lio Evaristo, a partida de amanhã é importante não somente por confrontar um adversário direto, mas também por ser uma oportunidade da equipe enfim ser convincente em casa e se afastar ainda mais das últimas colocações. “Hoje (domingo) os jogadores mostraram que estão vivos, é só uma questão de calma. Precisamos fazer uma partida dessas em casa, para torcida acreditar na gente. Se tivéssemos vencido as três partidas em casa, a equipe estava em cima. Estou me sentindo mal jogando em casa. O problema nosso está dentro de casa, não trazemos o torcedor”, analisou.

O técnico do Operário gostou da atuação de seu time no último domingo, principalmente ao poder de reação apresentado, e acredita que os frutos de sua atitude no meio de semana, quando distribui críticas, começou a dar resultados. “ Estou orgulhoso, algumas pessoas não entenderam minha forma de cobrar. Às vezes o tem que mexer com o brio, e aí tudo mundo acordou pra fazer as contratações, precisava dessa acordada, reagimos, ganhamos algo muito importante: a auto confiança”, disse.

Além do Paranaense, Lio Evaristo também já começa a se preocupar com a Copa do Brasil, onde o Operário estreia na semana que vem, diante o Juventude, no Germano Krüger. “Nesses dois jogos (contra Paranavaí, na quarta, e Atlético-PR, domingo), tem que pensar na equipe e também na Copa do Brasil. Quero passar de fase, dar esse gostinho. A gente precisa definir uma equipe”, concluiu.

Da Redação (Diário dos Campos – 28/2/2012).

Uma resposta a Diário dos Campos: Operário mira ‘decisão’ em casa