Equipes de fora da capital vislumbram campanhas surpreendentes no Paranaense para desbancar a dupla Atletiba

As atuações nos últimos anos fizeram com que as equipes do interior passassem a sonhar mais alto no Campeonato Paranaense. As atuações de Operário e Cianorte no ano passado, que se destacaram no Estadual e atuações de outras equipes, como Arapongas e Iraty, que roubaram pontos dos times da capital, inspiram as equipe do interior a tentar surpreender no Paranaense deste ano.

Pelo menos três times adotam o discurso de fazer frente às duas equipes da capital, além de visarem as vagas na Série D do Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. O Londrina volta da Divisão de Acesso e seus dirigentes garantem que irão brigar, no mínimo, pelo posto de melhor do interior. Operário e Cianorte, terceiro e quarto lugares no Estadual do ano passado também falam em repetir o desempenho de 2011.

Operário quer repetir neste ano a boa campanha que fez no Paranaense de 2011

Operário quer repetir neste ano a boa campanha que fez no Paranaense de 2011

O presidente do Operário, Carlos Roberto Iurk, inclusive, é ambicioso nos planos para o centenário do clube. O projeto do técnico Carlos Henrique Paiva é no mínimo manter a campanha do ano passado, e se possível, proporcionar uma arrancada na reta final do Estadual, que poderia levar o alvinegro a uma eventual decisão.

Além das campanhas do ano passado, o fato de não ter o Paraná Clube, rebaixado para a Divisão de Acesso, e o Atlético-PR se reestruturando após um ano caótico faz as expectativas dos ‘interioranos aumentarem’. “Não acredito que isso tenha influência no Paranaense 2012. Independente de ser time grande, de ter ido bem ou mal, vamos respeitar os adversários, mas a nossa equipe vai jogar para ganhar”, discursou Paulo Turra, técnico do Cianorte, que manteve a base da boa campanha do ano passado. “O maior investimento que fizemos foi manter o time que tínhamos”, completou o gerente de futebol Adir Kist.

O desafio das equipes de fora da capital são os recursos mais escassos. Com exceção do Londrina, que promete investimento alto neste ano, e o Cianorte, que conta com apoio empresarial local, a maioria das equipes opera seus caixas com dificuldade.

O próprio Operário, um dos favoritos ao título do interior, já vem declarando há alguns meses que encontra dificuldades para manter seu planejamento, que, inclusive, conta com investimento bem menores do que no anos passado.

PRÊMIO
Além de uma vaga na Copa do Brasil e na Série D nacional, os times de fora da capital do Estado ainda brigam por um prêmio extra ao fim do Paranaense. Assim como no ano passado, este ano haverá a ‘Decisão do Interior’, que dará ao vencedor um prêmio de R$ 200 mil.

Da Redação (Diário dos Campos – 8/1/2012).

Uma resposta a Diário dos Campos: Interior quer roubar a cena