Em Alta, alvinegro enfrenta o Cianorte, fora de casa, de olho nas primeiras colocações; time tem voltas de Neguete e Maicon

Operário, de Ceará, em cara o Cianorte hoje e pode subir ainda mais na classificação - Foto: Rodrigo Covolan

Operário, de Ceará, em cara o Cianorte hoje e pode subir ainda mais na classificação - Foto: Rodrigo Covolan

Invicto há três rodadas, de olho na liderança no Campeonato Paranaense, sem sofrer gols há mais de 270 minutos. O momento do Operário é o melhor que ele atravessa no Estadual, e hoje, às 20h30, põe à prova esta ascendente, quando enfrenta o Cianorte, no Albino Turbay.

Com 12 pontos, na terceira colocação no segundo turno, o alvinegro joga também de olho no duelo entre Coritiba e Londrina, concorrentes diretos ao primeiro lugar e que se enfrentam no Couto Pereira, também hoje à noite.

Se chega à sexta rodada do Campeonato Paranaense em seu melhor momento na competição, o adversário de hoje vive o oposto. Se no primeiro turno o Cianorte foi a grande sensação do Estadual, brigando pelo título do turno, agora a equipe de Paulo Turra não vive um bom momento. O ‘Leão do Vale’ não vence há três rodadas, tendo perdido as duas últimas.

Apesar de ter sua equipe em alta, o técnico Lio Evaristo prefere pregar a cautela. O treinador do Operário admite que sua equipe atravessa a melhor fase no Estadual, mas lembra os acontecimentos ainda recentes em Vila Oficinas para exemplificar o equilíbrio no Paranaense. “Futebol é momento, conversamos com os jogadores sobre o assunto. Há 20 dias atrás a situação aqui era preocupante, estava todo mundo desconfiado, e agora o momento está sendo bom, mas desde que a gente vença”, alertou. “Os meninos tão feliz, sorrindo, e o rendimento deles melhora. Mas a gente tem consciência de que vai ser um jogo muito difícil”, completou.

Para a partida de hoje, Lio deve manter o time que goleou o Rio Branco no último domingo. As exceções serão as voltas do zagueiro Neguete e do atacante Maicon. “Não é hora de fazer modificação, essa semana não vai ter tempo de treinar, na outra semana sim, vai ter tempo de testar alguma coisa, agora não. O Maikon volta, ganhou a condição de titular através do trabalho dele, hoje os demais têm que brigar com ele. E o Neguete é o capitão, uma liderança do grupo”, justifica.

Com isso, o Operário deverá começar jogando com Silvio, Correia, Neguete, Renato Saldanha, George; Paulo Foiani, Patrick, William e Ceará; Baiano e Maicon.

Da Redação (Diário dos Campos – 28/3/2012).

Uma resposta a Diário dos Campos: Contra o Cianorte, Operário testa boa fase