Alvinegro convoca torcida para jogo onde defende invencibilidade de quatro jogos e encara concorrente direto por vaga na Série D

Ao mesmo tempo em que tem pela frente um concorrente direto por uma vaga na Série D no Campeonato Brasileiro, o Operário revê um adversário contra quem teve o seu primeiro grande momento no Paranaense deste ano.

No primeiro turno, quando enfrentou o Arapongas, o alvinegro teve um dos poucos espasmos de bom futebol, vencendo fora de casa, por 2 a 1, de virada. Hoje, o time treinado por Lio Evaristo teve momentos melhores no Estadual, e vem de uma série de quatro partidas sem derrotas e sem ter sofrido um gol sequer, campanha que coloca os ponta-grossenses na briga pela liderança do segundo turno.

Uma vitória hoje à tarde pode colocar o time Vila Oficinas ainda mais acima na tabela da classificação –atualmente o alvinegro está em quarto lugar – mas o discurso é dividido entre a euforia e a cautela.

O ânimo é pela boa fase e para convencer o torcedor a voltar a comparecer em bom número ao Germano Krüger, enquanto que Lio prega cuidado no jogo de hoje, pedindo calma ao torcedores e à equipe. “O torcedor sabe que vai ter que ter calma, vai entender. Nos dois últimos jogos em casa foi assim e pegou um equilíbrio, isso deve ser do time, da comissão, da torcida”, prega.

A motivação para que a torcida venha em bom número a Vila Oficinas é, além do aspecto decisivo, é a mudança que o Operário mostrou nos últimos jogos, quando deixou de ser um dos concorrentes ao rebaixamento para brigar pela ponta da tabela, chegando a pensar em título do segundo turno. “Tomara que o torcedor tenha entendido essa modificação, os jogadores estão mais focados, e estão pedindo para que a torcida venha nos ajudar, comparecer em massa e nos ajudar, já que temos um compromisso dificílimo, contra uma equipe que está atrás do mesmo objetivo que o nosso”, afirma o treinador, que inclusive, tem a receita para ter o torcedor ao seu lado. “Se agrada o torcedor jogando com raça, ‘ralando o calção no chão’. Mas temos que tomar os cuidados necessário pra dar mais um passo e fazer da segunda mais uma semana feliz”.

Da Redação (Diário dos Campos – 1/4/2012).

Uma resposta a Diário dos Campos: Clima de decisão para o Operário