Jogando fora de casa, o Operário foi até o Mato Grosso do Sul enfrentar o CENE em busca de mais três pontos na tabela de classificação. A equipe de Ponta Grossa venceu nas últimas duas rodadas e agora que saiu da lanterna do Grupo A7 da Série D, ainda sonhava com uma vaga na próxima fase da competição. Mas infelizmente não foi desta vez, o Operário foi derrotado pelo CENE fora de casa e se despediu da Série D.

CENE abre o placar no começo e administra vantagem
O primeiro ataque do jogo foi do Operário. Com menos de dois minutos, Ícaro em jogada individual chutou forte e o goleiro Carlos César espalmou. No rebote, Élvis mandou a bola pela linha de fundo e desperdiçou a oportunidade de abrir o placar. Aos sete minutos as redes balançaram. Na falha da zaga do Operário, Wanderson ficou cara a cara com Fabrício, que não conseguiu evitar o gol do CENE. Vantagem dos donos da casa no marcador logo no início.

Após o gol, o Operário que estava mais bem postado no começo do jogo, começou a dar muito espaço para o CENE, ficando recuando no campo de defesa. A equipe do Mato Grosso do Sul chegava com facilidade ao ataque pelo lado esquerdo, mas, na maioria das vezes, de forma irregular assinalada pelo auxiliar.

Sem criatividade, o Fantasma não conseguiu mais nenhuma jogada de ataque, dando apenas um chute no gol durante os 30 primeiros minutos de partida. O CENE quase chegou ao segundo gol Rafael aos 32 minutos. O atacante chutou para fora. No minuto seguinte, no contra-ataque, Elvis sofreu falta perto da área e ele mesmo partiu para a cobrança. O goleiro Carlos César saiu do gol e pegou com segurança no canto esquerdo da meta.

Aos 42 minutos, Fabrício mais uma vez evitou que o CENE ampliasse o placar com Serginho. A zaga falhou e o goleiro bem colocado defendeu com segurança. Dois minutos depois, Fabrício mais uma vez fez grande defesa. Dessa vez foi Rafael que chutou. Final de primeiro tempo no Mato Grosso do Sul e vantagem do CENE no placar por 1 a 0.

Operário esboça reação, mas leva gols e dá adeus a Série D
Na volta ao segundo tempo, com menos de um minuto, Marcelo Carvalho desperdiçou a chance de empatar o jogo. Ele chutou forte e a bola passou por cima do travessão. No intervalo, o técnico Igor promoveu a primeira substituição na equipe de Ponta Grossa. Tirou Edson Grilo para a entrada de Cícero.

E se no primeiro tempo o árbitro Marcelo Alves dos Santos não havia aplicado nenhum cartão amarelo, com menos de cinco minutos ele advertiu China, do Operário. Mas parece que o cartão trouxe boa sorte ao jogador. Aos quatro minutos, Marcelinho cruzou a bola para Ícaro, que dominou no peito e ajeitou para China meter no fundo das redes. Empate do Fantasma no comecinho do segundo tempo.

Com a modificação no elenco, o Operário cresceu na partida, marcando em cima e impedindo que o CENE chegasse ao campo de ataque. Com 16 minutos, o técnico Mirandinha também mexeu na equipe. Tirou o autor do gol, Wanderson, e colocou em seu lugar Willian. Partindo para o tudo ou nada, o comandante do Fantasma mudou mais uma vez aos 22 minutos. Tirou o meia Élvis para a entrada do atacante Luciano.

Aos 25 minutos, Willian cruzou a bola para a área e encontrou Serginho livre de marcação. Desta vez Fabrício não conseguiu evitar o gol. Bola nas redes no Estádio Olho do Furacão, 2 a 1 para o CENE no placar. Sem perder tempo, o técnico Igor fez a última substituição na equipe do Operário após sofrer o segundo gol. Tirou Marcelinho para a entrada de Bahia. Aos 32 minutos, o árbitro anulou um gol legal do Operário, em jogada de linha de fundo e prejudicou muito a equipe paranaense.

Já no final de jogo, o Fantasma ficou com um jogar a menos em campo. China, que já tinha cartão amarelo, fez falta no jogador do CENE e recebeu o segundo e foi advertido com cartão vermelho. Aos 48 minutos, ainda deu tempo do CENE marcar mais um. No contra-ataque, Willian mandou a bola pro fundo das redes e ampliou ainda mais a vantagem da equipe sul-matogrossense. Final de jogo no Estádio Olho do Furacão e vitória do CENE por 3 a 1.

Para se classificar à próxima fase, o Fantasma dependia da vitória hoje, e ainda precisava vencer o Mirassol na última rodada. Além disso, também dependia da combinação de resultados dos outros adversários do Grupo A7 para seguir na competição.

FICHA TÉCNICA
CENE 3 X 1 OPERÁRIO

CENE-MS: Carlos César; Cafu (Tininho), Naka,Oliveira e Márcio; Fabiano, Adriano, Wanderson (Willian)e Baiano; Rafael e Serginho (Juninho).
Técnico: Mirandinha.

OPERÁRIO-PR: Fabrício; China, André, João Paulo e George; Edson Grilo (Cícero), Marcelo Carvalho, Serginho Paulista, Elvis (Luciano); Marcelinho (Bahia) e Ícaro.
Técnico: Igor.

Local: Estádio Olho do Furacão, em Campo Grande-MS.
Data/Hora: 11/09/2011, às 16h00.
Árbitro: Marcelo Alves dos Santos.
Assistentes: Adnilson da Costa Pinheiro e Eduardo Gonçalves da Cruz.

Cartões Amarelos: China, Ícaro, João Paulo pelo Operário; Baiano, Serginho pelo CENE.
Cartão Vermelho: China, pelo Operário
Gols: Wanderson aos 7 minutos do primeiro tempo, Serginho aos 25 minutos do segundo tempo, Willian aos 48 minutos do segundo tempo pelo CENE; China, aos 4 minutos do 2º tempo pelo Operário.

Por Regina Ferreira (Redação em Campo – 11/9/2011).

Uma resposta a Redação em Campo: CENE vence e Operário dá adeus a Série D do Campeonato Brasileiro