O Atlético Paranaense recebeu o Operário na tarde deste sábado, na Arena, no famoso jogo de seis pontos. As duas equipes precisavam da vitória para não deixar o líder Coritiba se distanciar. Quem levou a melhor foi o Operário, que venceu por 2 a 0 e assumiu provisoriamente a liderança do certame estadual com 9 pontos somados junto com o Coxa, enquanto que o Atlético segue em terceiro com 7 pontos. Próximo desafio do time comandado por Geninho será quinta-feira, contra o Roma, fora de casa.

O Operário não se limitou a ficar atrás no começo do jogo e o Atlético iniciou mostrando muita vontade e pegada. Primeira oportunidade foi do Furacão. Aos 4 minutos, Guerrón cruzou na cabeça de Paulinho, que testou perto, mas para fora. Aos 11 foi a vez do Fantasma assustar. Mateus bateu de fora da área com muito efeito e Renan Rocha fez grande defesa. Dois minutos depois o Operário abriu o placar. Lisa cobrou falta para área na cabeça de Mateus, que mandou no canto: 1 a 0.

O jogo era lá e cá e na sequência quase o rubro-negro empatou. Paulo Baier cobrou falta no ângulo e Ivan fez um verdadeiro milagre. Aos 22 mais Atlético. Nieto deu um passe magistral para Paulo Baier, que na cara do goleiro bateu por cima. Só dava Furacão, mas quem marcou foi o time de Ponta Grossa. Aos 35, Ícaro recebeu dentro da área e tocou no cantinho de Renan Rocha, que foi na bola, mas não conseguiu fazer a defesa.

Para o segundo tempo, Geninho, que lamentou as chances perdidas na etapa inicial, colocou Wagner Diniz e Kléberson nos lugares de Manoel e Vitor, respectivamente. As mudanças melhoraram o desempenho no lado direito atleticano, mas o rubro-negro simplesmente não conseguia levar perigo ao gol defendido por Ivan.

As oportunidades começaram a surgir a partir dos 20 minutos, mas novamente o goleiro Ivan apareceu bem fazendo duas grandes defesas em dois chutes de Mádson. Aos 29, Ceará deu um carrinho criminoso em Paulinho, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Na sequência o Operário perdeu um gol incrível. Mateus escapou sozinho, cara a cara com Renan e chutou em cima do goleiro. No rebote mandou na trave. Atlético tentou pressionar para diminuir o placar, mas não conseguiu marcar. Final: Atlético 0, Operário 2.

Por Rodrigo Feres (Paraná-Online – 19/3/2011).

Os comentários estão encerrados.