Cambará e Serginho Paulista fizeram os gols da vitória no segundo tempo, depois de uma primeira etapa ruim

Não foi uma atuação genial, mas o desempenho no segundo tempo do Operário Ferroviário serviu para garantir a vitória em cima do Cascavel por 2 a 0 e mais três pontos no Campeonato Paranaense 2011. Cambará e Serginho Paulista marcaram e garantiram o Fantasma com a melhor campanha entre os times do interior.

Estreando o técnico Joel Costa, o Cascavel tentava reagir no Estadual e veio a Ponta Grossa achando que o empate era um excelente resultado. No primeiro tempo, a retranca funcionou e o 0 x 0 irritou os torcedores do time da casa, que vaiaram a equipe e escolheram o zagueiro Vinícius como um dos culpados pela má atuação do time.

ambará comemora o quinto gol dele no Paranaense 2011 - Foto: Thiago Terada

ambará comemora o quinto gol dele no Paranaense 2011
Foto: Thiago Terada

Na volta para a segunda etapa, o técnico Amilton Oliveira fez duas alterações. Ele tirou o zagueiro Vinicius e o lateral Gilson, colocando o zagueiro André e o volante Zé Leandro, com Edson Grilo sendo deslocado mais uma vez para a lateral-esquerda.

Com a nova formação, o gol surgiu depois de uma boa jogada individual de Mateus, que driblou três adversários e cruzou para Cambará fazer o quinto gol dele no Paranaense. Agora o meia é o artilheiro isolado do time.

O segundo gol saiu em uma contra-ataque. Cambará cruzou e Serginho Paulista tocou de primeira pro fundo das redes. Foi o primeiro gol dele com a camisa do Operário Ferroviário.

O Fantasma ainda teve chances de ampliar, mas desperdiçou. A torcida que vaiava no intervalo, passou a gritar “olé” e vibrou com o apito final do árbitro Robson Coutinho.

Por Vitor Hugo Gonçalves (Net Esporte Clube – 10/3/2011).

Os comentários estão encerrados.