Neste domingo, dia 15, o Operário Ferroviário, já com o terceiro lugar no campeonato paranaense garantido, terá que vencer a equipe do Cianorte no tempo normal por qualquer placar para forçar uma decisão por pênaltis pela disputa do Troféu RPC de Campeão do Interior.

As últimas disputas por penalidades máximas em que o Alvinegro se envolveu foram no Torneio Início de 1989, realizado no Estádio do Pinheirão em Curitiba.

Na tarde de 12 de fevereiro foram duas decisões por pênaltis após empates por 0 a 0 e 1 a 1 contra Iguaçu e União Bandeirantes. O Fantasma acabou vencendo a primeira decisão contra o time de União da Vitória, mas perdeu a segunda para o time de Bandeirantes, sendo eliminado da competição. Assim, um título vindo nos pênaltis nesse domingo não será inédito na História do Fantasma.

Em 09 de junho de 1956, no Estádio Dr. Joaquim de Paula Xavier, do Guarani, o Operário Ferroviário conquistou o Torneio Início Profissional do Interior, sendo que no mesmo dia em Curitiba a equipe do Água Verde ganhava o Torneio Início da Capital.

No dia seguinte o Alvinegro viajou para Curitiba para disputar o título estadual do Torneio Início de 1956. Após um empate em 1 a 1 com o Água Verde, o Fantasma foi campeão nos pênaltis: 3 x 2.

O Operário Ferroviário campeão em Curitiba: Aguinaldo, Pé de Chumbo, Candinho, Hildebrando e Abelardo; Jango Cosmoski, Diogo e Dica; Amarelinho, Gastão e Nardinho.

Fonte: Arquivos de Ângelo Luiz De Col Defino

Divulgação (Net Esporte Clube – 12/5/2011)

Os comentários estão encerrados.