Após firmar parceria com a instituição, comissão técnica deu início a avaliação física dos jogadores sob o comando de Vinícius Andrade

Após exatamente 30 dias de férias, os jogadores do Operário Ferroviário Esporte Clube (OFEC) voltaram aos treinamentos, ontem, terça-feira. E pelo menos nesta semana, os atletas não vão ter uma companheira tão presente, como gostam e estão acostumando, a bola.

Os testes físicos realizados na Universidade Estadual Ponta Grossa (UEPG) surgem como uma parceria inédita para atividades de preparação nunca realizadas, desta maneira, no Fantasma.

Vindo da base, Pará participou do primeiro treinamento oficialmente como profissional

Vindo da base, Pará participou do primeiro treinamento oficialmente como profissional

“Vamos poder ter um controle melhor da situação de cada jogador e assim traçar um cronograma individual para o melhor desenvolvimento”, explica o preparador físico do Operário, Vinícius Andrade.

As atividades vão prosseguir até o sexta-feira com diversas avaliações, como resistência, musculatura e percentual de gordura. Após colhidos todos os dados, cada jogador terá um programa específico, também de acordo com a sua posição.

“Cada atleta reage de uma maneira e também é necessário adequar os trabalhos a sua forma de jogo. Para cada posição, podemos desenvolver um trabalho que condiga”, comenta o professor da UEPG, Edson Kaminagakura.

Apesar de os trabalhos serem puxados, os jogadores entendem e se mostram satisfeitos pela oportunidade de um maior controle físico. “Foi cansativo, mas vale a pena para um melhor preparo e condições para que joguemos ainda melhor”, destaca o meia, Ceará.

Por Emmanuel Fornazari (Net Esporte Clube – 15/6/2011).

Os comentários estão encerrados.