Atletas apontam inverdades e falta de reconhecimento da imprensa com a campanha para atitude coletiva

O treino desta terça-feira reservou uma surpresa para a imprensa ponta-grossense. Após as atividades, a maioria dos jogadores não saíram direto para o vestiário, como habitualmente. Ficaram todos reunidos no centro do gramado.

O técnico, Amilton Oliveira, conversou normalmente com a imprensa. Porém, quando acionados pelos jornalistas, os jogadores informaram que não dariam mais entrevistas.

Após saírem do vestiário, alguns jogadores conversaram a reportagem do Net Esporte Clube. Primeiro parou o volante Cambará, em seguida chegou o meia Ceará, e por fim o goleiro Ivan.

Os atletas afirmam que a decisão foi tomada hoje após a publicação de uma reportagem sobre jogadores baladeiros. A informação foi divulgada por um dos dois jornais impressos de Ponta Grossa.

Os jogadores afirmaram que as críticas da imprensa e as inverdades publicadas foram o que motivou a decisão. “Nossa campanha é boa. Porém, somos criticados e não só pelo futebol, mas por coisas extra-campo que não procedem. Isto que chateia mais”, disse o volante, Cambará.

Já o meia Ceará se posicionou contrário a publicação sobre a baladas. “Sempre atendemos a reportagem com educação. Só que dai publicam estas notícias e nem ao menos me ligam para perguntar se é verdade e saber minha opinião”.

Por Emmanuel Fornazari (Net Esporte Clube – 19/4/2011).

Os comentários estão encerrados.