Elenco vai confiante para a capital enfrentar hoje o Coritiba, time invicto e de melhor campanha até agora no Paranaense 2011

O segundo turno do Campeonato Paranaense tem logo na sua abertura o confronto dos dois melhores times até agora. O Coritiba, que vai jogar em casa, vem invicto e com um lugar garantido na decisão, enquanto o Operário aparece embalado com uma série de quatro vitórias e o retrospecto de ser o melhor visitante na primeira fase. A partida acontece às 18h30, no Couto Pereira, com transmissão ao vivo pelo pay per view.

Foto: Edson Grilo, considerado o curinga do Operário, confia em boa apresentação do time

Edson Grilo, considerado o curinga do Operário, confia em boa apresentação do time

Sem qualquer medo, mas com bastante respeito, os jogadores do Fantasma encaram com naturalidade e confiança o desafio que terão pela frente. Se no primeiro turno, em Ponta Grossa, o Coxa levou a melhor, o elenco do alvinegro – que daquele jogo entre os titulares terá cinco caras novas – acredita que o troco pode ser dado se a pegada e a vontade das últimas partidas forem mantidas.

“Será um jogo difícil, mas a gente tem condições de surpreender. Hoje já temos um conjunto mais forte e entrosado e não é por que é contra o Coritiba que temos que jogar diferente. A responsabilidade deve ser a mesma, independente do adversário, sendo o líder ou o lanterna”, declara o goleiro Ivan, um dos destaques do time.

“Esse será o primeiro passo e será um passo muito importante. Será sim muito difícil, mas pelo grupo que temos sabemos da condição de conseguir um bom resultado para embalar neste segundo turno”, avalia o supervisor Jair Pereira.

Já para o técnico Amilton Oliveira, a única dúvida é o atacante Mateus, que disse estar à disposição para entrar em campo. O time base deve ser formado pelo goleiro Ivan. Na zaga voltam João Paulo e Vinicius, tendo Lisa e Gilson pelas laterais. O meio terá Serginho Paulista, Edson Grilo, Cambará e Ceará. No ataque joga Ícaro, que pode ter como companheiro Dhiego Martins ou Mateus.

Por Alexandre Costa (JMNews – 6/3/2011).

Os comentários estão encerrados.