Time ponta-grossense aproveita os jogos finais do primeiro turno somente aos domingos para trabalhar com mais tranqüilidade; Iraty não teve folga e encarou desafio pela Copa do Brasil

O Operário entra em campo no domingo no duelo contra o Iraty com algumas vantagens, pelo menos na ‘teoria’. Entre os pontos positivos que contam para o Fantasma está a de poder ficar uma semana trabalhando sem jogo nesse período – ao contrário do rival que ontem venceu o Grêmio Prudente por 3 a 1, em casa, em confronto pela 1ª fase da Copa do Brasil –, vir embalado por uma boa vitória fora de casa contra o até então vice-líder e a possibilidade de jogar em casa com o apoio do torcedor no Estádio Germano Krüger. Já na ‘parte prática’ as coisas não são bem assim, pois mesmo com casa cheia o Operário vem decepcionando seus adeptos quando precisou buscar os três pontos em Ponta Grossa. Além disso, o adversário está na frente na tabela de classificação e tem a motivação de seguir a boa campanha para voltar a jogar uma competição nacional no segundo semestre – como o Campeonato Brasileiro da Série D – ou em 2012 – no caso da Copa do Brasil.

Foto: Serginho Catarinense deve aparecer como titular no domingo para ocupar o lugar de Ceará, que não joga contra seu 'ex-time'

Serginho Catarinense deve aparecer como titular no domingo para ocupar o lugar de Ceará, que não joga contra seu 'ex-time'

Em campo, também as boas e más notícias se alternam. Enquanto Lisa e Cambará retornam de suspensão, o técnico Amilton Oliveira – que foi assistir o jogo do Iraty contra o Grêmio Prudente – não poderá contar com o lateral esquerdo Gilson e o meia Ceará – por conta de uma questão contratual no empréstimo feito pelo próprio Azulão. A outra preocupação é com o volante Zé Leandro, que voltou a jogar na partida contra o Cianorte e sentiu uma lesão – sendo que ainda passaria por uma ressonância magnética para confirmar a gravidade da contusão.

“Esse descanso e a possibilidade de um trabalho com mais tranqüilidade, sem o jogo no meio de semana é bom para o grupo. Na teoria é sim uma vantagem, mas isso não quer dizer que ela venha a se realizar na prática. O time trabalha melhor, mas terá um desafio difícil no domingo”, confirma Tico, o observador técnico que também foi até a cidade de Irati para acompanhar a preparação do rival.

Por Alexandre Costa (JMNews – 17/2/2011).

Os comentários estão encerrados.