Em entrevista coletiva na tarde hoje (19), a Premier Soccer anunciou o desligamento dela da gestão do futebol profissional do Operário Ferroviário. “Os resultados não foram os esperados e no futebol, quando isso acontece, há mudança”, diz o gestor de futebol Tito Araujo. Segundo ele, o excesso de cobrança e os comentários da imprensa e torcida também influenciaram na decisão.

Porém, o grupo carioca não se desliga completamente do clube e planeja futuros investimentos. “O planejamento da Premier, agora, será bem parecido com o que aconteceu no paranaense. Estaremos aqui, acompanhando a categoria de base e ajudando o Operário, sempre quando ele precisar”, conta Tito, que acrescenta, “a premier entrará com investimento em dinheiro e também com jogadores.”

Foto: Thiago Terada

Foto: Thiago Terada

Segundo o presidente do clube, Carlos Roberto Iurk, o Operário busca novos patrocinadores e investidores. “Chegou a hora do time ser gerenciado por ponta-grossenses”, conta.

Por Geraldo Bubniak (FutebolParanaense.net – 19/9/2011).

Os comentários estão encerrados.